A 9 de Maio de 1945, o Exército Vermelho decretava o "Dia da Vitória"

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Primeira intervenção do Eurodeputado (PCP) João Pimenta Lopes no Parlamento Europeu



Durante o debate conjunto sobre as políticas de migração e refugiados

João Pimenta Lopes:

"São as políticas de ingerência e agressão dos EUA, NATO e União Europeia que estão na origem dos conflitos no Médio Oriente e Norte de África.
Políticas que não hesitam em financiar e promover forças extremistas, em realizar contractos milionários de venda de armas a ditaduras como a da Arábia Saudita com vista ao domínio económico e geopolítico daquelas regiões.
Essa é a razão de fundo do êxodo em massa de milhões de pessoas que chegam ao continente europeu, fugindo da fome, da miséria, da guerra e da morte.

Pugnasse este parlamento pela defesa dos direitos humanos, e condenaria sem tibiezas a resposta a esta realidade. Os muros, as legislações fascistas de humilhação dos refugiados, o conceito da Europa Fortaleza, o financiamento a estados vizinhos para conterem a vagas de refugiados em autênticos campos de concentração, são a marca da brutalidade e desumanidade da UE. Àqueles que conseguem sobreviver a tanta “solidariedade” resta-lhes condições miseráveis de acolhimento que precedem um repatriamento compulsivo.
A História condenará aqueles que agora calam ou apoiam estas políticas."

De recordar que a Eurodeputada do PCP Inês Zuber, foi substituída nessa função, a partir de 1 de Fevereiro de 2016, por João Pimenta Lopes, candidato do PCP na lista da CDU às eleições para o Parlamento Europeu, que se realizaram a 25 de Maio de 2014.

Estrasburgo, 3 Fevereiro 2016

Sem comentários: