A 9 de Maio de 1945, o Exército Vermelho decretava o "Dia da Vitória"

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Nota de Imprensa do Secretariado da DORPOR do PCP Sobre as Presidenciais


O Secretariado da Direcção da Organização Regional de Portalegre do PCP saúda todos os comunistas e todos os outros, homens e mulheres, que viram na candidatura de Francisco Lopes, a única com capacidade de dar expressão a um projecto capaz de dar resposta aos problemas e desafios com que o País está confrontado.

Estas eleições confirmaram a justeza e importância da decisão do PCP de apresentar a candidatura de Francisco Lopes. Uma candidatura com voz própria na informação, no debate e no esclarecimento sobre a situação do País, os responsáveis pela mesma e sobre a inadiável necessidade de ruptura com a política de direita e de uma mudança capaz de abrir caminho a um Portugal mais desenvolvido, justo e soberano.

A candidatura de Francisco Lopes foi a única que trouxe para o centro do debate questões fundamentais como a valorização dos trabalhadores e dos seus direitos, o tecido produtivo e a produção nacional, a dignificação de salários e reformas, a defesa do papel do Estado e dos serviços públicos, a efectiva garantia do direito à educação e à saúde, o combate à desertificação e ao abandono do interior do País, a exigência da subordinação do poder económico ao poder político, a afirmação da soberania e independência nacionais, a paz e a cooperação de Portugal com os outros povos.

A reeleição de Cavaco Silva (que no Distrito de Portalegre obtém uma das suas mais baixas votações) representa na situação que o País vive, não apenas a persistência dos problemas nacionais mas um salto no seu agravamento, uma ameaça acrescida ao regime democrático, aos valores e conquistas de Abril.

A votação obtida por Francisco Lopes no Distrito de Portalegre constitui uma inequívoca afirmação de combatividade e de exigência de uma profunda mudança no Norte Alentejano e na vida nacional. Um apoio que contará mais do que qualquer outro para a necessária e imprescindível continuação da luta contra as injustiças e o processo de declínio nacional para o qual PS, PSD e Cavaco Silva têm arrastado o País.

Uma luta que se vai intensificar para vencer o declínio nacional e as injustiças sociais, para construir um Portugal com futuro, uma sociedade mais justa e que, no imediato, prossegue com a Jornada de Luta e Protesto, promovida pela CGTP, com encontro marcado, já para a próxima 5ª feira, dia 27, em Portalegre.

Continuaremos e intensificaremos a luta com aqueles que em nós votaram mas também com muitos outros que, no futuro, se juntarão a nós! Avançamos com toda a confiança!


Portalegre, 24 de Janeiro de 2011


O Secretariado da DORPOR do PCP

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Governo Declara Guerra aos Direitos dos Trabalhadores

Arménio Carlos - Comissão Executiva da CGTP-IN demonstra neste vídeo quais são as verdadeiras intenções do Governo e dos patrões para a "Concertação Social".

Governo confirma as preocupações da CGTP-IN. As propostas apresentadas hoje em sede de Concertação Social mais não visam que facilitar os despedimentos, reduzir as indemnizações e criar condições para os trabalhadores financiarem os seus próprios despedimentos.

CGTP-IN 40 anos a defender os direitos dos trabalhadores!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Domingo Vota Francisco Lopes

A candidatura de Francisco Lopes é dedicada a todos os interessados em mudar o mundo!

Se és jovem estudante e estás descontente com actual estado da educação, se te preocupa o valor das propinas, não encontras a formação adequada, a colocação no mercado de trabalho depois de concluir a tua formação é um problema. A candidatura de Francisco Lopes é o romper com o rumo que Portugal tem tido nos últimos 30 anos de políticas erradas. Por uma escola pública de qualidade.

Se te encontras desempregado e sem perspectivas de encontrar trabalho. Vota Francisco Lopes, de modo a caminhar para a solução e fim do desemprego e vamos colocar Portugal a Produzir. Com Francisco Lopes encontrarás a solução para o fim das importações. Aumento da capacidade de produção nacional. Por melhores políticas de apoio social. Vota Francisco Lopes. Redução das injustiças entre pobres e ricos.

Se este Orçamento de Estado te prejudica, Francisco Lopes é o único candidato que votou e está contra o Orçamento para 2011.

Por uma candidatura que vença a actual política de direita praticada pelo Governo (PS) e o Presidente da República (PSD).

Por uma candidatura Patriótica e de Esquerda DOMINGO VOTA FRANCISCO LOPES!

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Siza Vieira - É Preciso Votar Bem


Mais de que em episódios marginais, ainda que inaceitáveis, Francisco Lopes tem concentrado o seu discurso nas raízes da dramática situação nacional (e internacional): a aceitação de um sistema que tem permitido, como é hoje mais do que evidente, a desigualdade e a injustiça social.

É preciso votar bem.


In Jornal Avante Nº. 1937 de 13. janeiro.2011

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Artigo 70º da Constituição - Juventude




Artigo 70.º

Juventude

1. Os jovens gozam de protecção especial para efectivação dos seus direitos económicos, sociais e culturais, nomeadamente:

a) No ensino, na formação profissional e na cultura;
b) No acesso ao primeiro emprego, no trabalho e na segurança social;
c) No acesso à habitação;
d) Na educação física e no desporto;
e) No aproveitamento dos tempos livres.

2. A política de juventude deverá ter como objectivos prioritários o desenvolvimento da personalidade dos jovens, a criação de condições para a sua efectiva integração na vida activa, o gosto pela criação livre e o sentido de serviço à comunidade.

3. O Estado, em colaboração com as famílias, as escolas, as empresas, as organizações de moradores, as associações e fundações de fins culturais e as colectividades de cultura e recreio, fomenta e apoia as organizações juvenis na prossecução daqueles objectivos, bem como o intercâmbio internacional da juventude.

A juventude portuguesa exige o cumprimento da constituição!

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Jerónimo de Sousa no distrito de Portalegre dia 18 Janeiro


No âmbito da campanha de Francisco Lopes para as presidenciais 2011, Jerónimo de Sousa, Secretário Geral do Partido Comunista Português e membro da Comissão Nacional de Apoio à candidatura de Francisco Lopes visita o distrito de Portalegre. Visita que contará com a presença do Mandatário Distrital Manuel Coelho.

Recorde-se que a candidatura de Francisco Lopes além de apoiada pelo Partido Comunista Português é igualmente apoiada pelo Partido Ecologista os Verdes (PEV), a Intervenção Democrática (ID) e milhares de independentes. Sendo esta a Candidatura Patriótica e de Esquerda alternativa às políticas de cortes nos mais carenciados e capaz de uma justa distribuição da riqueza.

Programa da visita:

Concelho de Ponte de Sor:
10h00, em Montargil, contacto com a população no Largo da GNR

12h00, em Galveias, almoço no Restaurante O Matos

15h00, em Ponte de Sor (cidade), visita à INCOPIL (empresa de transformação alimentar)

Concelho de Avis:
17h00, em Ervedal, encontro com a população, no Salão da Junta de Freguesia de Ervedal

18h15, em Avis, encontro com a população, no Salão da Junta de Freguesia de Avis

Concelho de Alter do Chão:
19h00, em Seda, jantar com apoiantes, no Salão da Casa do Povo

Concelho do Crato:
21h00, sessão, no Auditório Municipal do Crato.


PARTICIPA!
VEM DAR MAIS FORÇA À CANDIDATURA DA MUDANÇA NECESSÁRIA!

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Campanha da candidatura de Francisco Lopes às presidenciais 2011 (8 Janeiro)




Decorreu sábado, dia 8, mais uma iniciativa de campanha de Francisco Lopes - Presidenciais 2011.

Desta iniciativa contaram duas acções:

Uma em Campo Maior, pelas 15:00, no centro comunitário de Campo Maior e outra, pelas 17:00, na Freguesia da Nª Srª da Graça dos Degolados - no respectivo pavilhão da junta de freguesia.

Ambas as sessões contaram com a presença da Comissão Local da Candidatura de Francisco Lopes e Vasco Cardoso em representação da Comissão Nacional da Candidatura de Francisco Lopes às Presidenciais 2011.
A mesa foi composta por: João Fernando, João Soutino e António Gonçalves da Comissão Local de Apoio e Vasco Cardoso da Comissão Nacional da Candidatura de Francisco Lopes às Presidenciais 2011.

Em nome da Comissão Local usou da palavra António João Gonçalves: Realçou a importância destas eleições (presidenciais) dado o actual estado do país! referiu que a única alternativa ao rumo de desastre que Portugal tem seguido nas últimas décadas é o voto, dia 23, em Francisco Lopes.

Seguidamente usou da palavra Vasco Cardoso: que durante cerca de 40 minutos abordou a actual situação sócio-económica do país e as dificuldades que muitas famílias portuguesa estão a atravessar devido à politica ruinosa das últimas décadas dos sucessivos governos do PS e PSD com o apoio do CDS em que Cavaco Silva teve um papel determinante no agravar de todas estas situações: 2 anos como ministro das finanças, 10 anos como primeiro-ministro e 5 como presidente da república, onde apadrinou os últimos PECs e Orçamento de Estado para 2011.

No final, Vasco Cardoso, apelou ao voto em Francisco Lopes, a única candidatura patriótica e de esquerda.

À sessão de Campo Maior que contou com a presença de cerca de 60 apoiantes, seguiu-se outra em Degolados com cerca de duas dezenas de simpatizantes locais. Onde foi constituída a mesa com a mesma composição. Os temas dominantes em campo maior foram igualmente abordados e foi reforçado o apelo ao voto na candidatura patriótica e de esquerda representada por Francisco Lopes.

sábado, 8 de janeiro de 2011

Assembleia municipal de 20 de Dezembro de 2010



Antes da ordem do dia o eleito da CDU usou da palavra e reforçou (conforme a intervenção de 27.9.2010) a preocupação no péssimo estado em que se encontra a zona do Mártir Santo. Bem como a falta de segurança para quem por lá circula. Abordando para efeito o presidente da câmara. Tendo o autarca respondido que o tema está na agenda da câmara. "Foi executado um levantamento das barracas existentes as quais foram numeradas bem como identificadas as famílias residentes, tendo em vista o seu realojamento em lugar ou zona a decidir" Ricardo Pinheiro referiu ainda" "na próxima reunião do conselho municipal de segurança iria convocar o eleito da CDU a participar".

Entre os assuntos da ordem do dia destaca-se a discussão do orçamento e plano de actividades para o ano de 2011. Que foi aprovado por maioria tendo contado com os votos favoráveis dos eleitos do PS, a abstenção da bancada do Grupo Cidadãos a Nossa Terra. O membro da assembleia municipal da CDU absteve-se e apresentou a seguinte declaração de voto:

"Mesmo tendo em conta o substancial corta de cerca de 420 000 € de transferências de verbas do O.E. para o nosso município, devido às medidas tomadas pelo governo do PS com o apoio do PSD, com as quais não concordamos e nos manifestamos frontalmente contra, porque elas não servem os interesses de Portugal e da maioria dos portugueses, achamos que o orçamento que o executivo nos apresenta, não satisfaz totalmente as necessidades da nossa terra.

Achamos que as comemorações do 25 de Abril, pela importância que se reveste ano após ano deviam constar deste mesmo orçamento, bem assim como a zona do Mártir Santo, que deveria merecer uma atenção especial por parte do nosso município, pelo que ela representa de negativo para a imagem e prestígio de Campo Maior.

Entretanto e pelo contrário é proposta uma verba de 250 000 € para a empresa Campo Maior XXI, para alimentar uma estrutura que estranha e vergonhosamente se mantém, depois de inaugurada à mais de um ano, fechada ao público e, ainda achamos um exagero a inscrição de valores na rubrica "Outros" quer na receita quer na despesa, que pelos quantitativos que ascendem a mais de 2 000 000 € requeria uma melhor explicação, por parte de quem executa o orçamento.

Para além de outras e por todas estas razões aqui mencionadas a posição do eleito da CDU nesta assembleia municipal e relativamente ao orçamento e plano de actividades, é o da abstenção.

O eleito da CDU, entre outros assuntos, questionou o presidente da câmara sobre:

O valor (7 348 000€) da verba orçada para a construção do Centro Escolar de Campo Maior estava garantido.

Qual o significado dos projectos Loja Solidária e Horta Comunitária.

No que consistiam os projectos de infra-estruturas e arruamentos da zona industrial, remodelação da Avenida Humberto Delgado, recuperação da casa do governador, remodelação e requalificação da zona de confluência das EN 371 e EN 373 na zona da Fonte Nova e a requalificação ambiental e urbana das Portas de Santa Maria ao cemitério.

Mais pormenores sobre a construção da Casa Mortuária.

Equipamento do Centro Cultural de Campo Maior com sistema de cinema digital 3D.

Criação da Casa da Juventude.

Em relação ao documento "Actividades mais Relevantes" António Gonçalves questionou o executivo sobre a proposta para a criação de uma equipa de fiscalização da construção do Centro Escolar.

No que cosnsitia o Projecto Cartão Verde - Água.

E a quem se destinava o rojecto Festa Maior.

O que significa o Projecto Sapadores e qual a sua viabilidade.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Sábado 8 de Janeiro - Campanha para as Presidenciais em Campo Maior e Degolados com Vasco Cardoso


No âmbito da campanha de Francisco Lopes à Presidência da República vai realizar-se, Sábado dia 8 de Janeiro, uma sessão em Campo Maior e outra na Freguesia da Nª Srª da Graça dos Degolados.

15:00 em Campo Maior no Centro Comunitário. Sessão aberta a apoiantes da candidatura de Francisco Lopes à Presidência da República.

17:00 em Degolados no pavilhão da Junta de Freguesia. Sessão igualmente aberta a todos os simpatizantes da candidatura de Francisco Lopes à Presidência da República.

Ambas as iniciativas de campanha decorrerão com a participação de Vasco Cardoso, Membro da Comissão Política do P.C.P. e colaborador do Jornal Avante.

Recorde-se que Francisco Lopes é o candidato da esquerda, apoiado pelo PCP, PEV, e milhares de apoiantes independentes.

A candidatura de Francisco Lopes apresenta-se como a "Candidatura Patriótica e de Esquerda" para derrotar o actual rumo de afundamento do país. Capaz de dar ao povo o poder de escolher os destinos de Portugal. E que não está comprometida com o actual estado da nação!

Esta candidatura tem como Mandatário Nacional José Barata-Moura (professor catedrático da Universidade de Lisboa) e Mandatário Distrital Manuel Coelho (Presidente da C. M. de Avis).

sábado, 1 de janeiro de 2011

O verdadeiro balanço: "2010 Ano Europeu do Combate à Pobreza e Exclusão Social"


"O ano de 2010 foi declarado como o Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social. Paradoxalmente nunca houve um contraste tão gritante entre objectivos enunciados e acções concretas, nem foi tão forte a contradição entre políticas económicas e políticas sociais. Nenhum objectivo foi alcançado e no contexto da crise económica internacional emerge uma UE menos solidária; uma UE onde regressou em força a ortodoxia económica, que submete o social ao económico, ao mercado, à competitividade; uma UE que reforça os constrangimentos do Pacto de Estabilidade e de Crescimento; uma UE com mais pobreza, mais exclusão social, mais desemprego e mais desigual."