A 9 de Maio de 1945, o Exército Vermelho decretava o "Dia da Vitória"

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Homenagem ao Professor Mário Ruivo

O Senhor Professor Doutor Mário Ruivo é natural de Campo Maior. Saiu cedo da sua terra, mas nunca perdeu o contacto afectivo com a mesma.

Foi, desde jovem, um exemplo de cidadania. Pertenceu aos movimentos estudantis de oposição ao regime fascista. Esteve também ligado à criação do MUD.

Biólogo de formação (Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa em 1950), concluiu a especialização em Oceanografia Biológica e Gestão de Recursos Vivos Marinhos (Universidade de Paris - Sorbonne, Laboratoire Arago 1954/54)

Foi Secretário de Estado das Pescas no 1º Governo Provisório - Sendo o Primeiro Ministro Professor Doutor Adelino da Palma Carlos.

Mais tarde, num dos vários governos provisórios chefiados por Vasco Gonçalves, no 5º, foi Ministro dos Negócios Estrangeiros.

É, actualmente, Presidente do Conselho Científico das Ciências do Mar e do Ambiente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia e Presidente do Comité Português para a COI/MNE, tendo sido eleito Vice-Presidente daquele organismo intergovernamental (COI/UNESCO), em 2003.

Personalidade reconhecida e distinguida internacionalmente. Recebeu várias medalhas. E por diversas ocasiões foi condecorado.

Desta feita é a população da sua terra natal que pretende fazer uma, mais do que, justa homenagem através da entrega da Medalha de Mérito Municipal Dourada.

A Comissão Concelhia de Campo Maior do Partido Comunista Português saúda a iniciativa de reconhecimento do trabalho deste notável Campomaiorense.

(2 de Outubro pelas 16:00 no Centro Cultural de Campo Maior)

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

29 de Setembro - Jornada de Luta

Lisboa - 15:00 Marquês de Pombal

Porto - 15:00 Praça dos Leões

Porto - 15:00 Praça da Batalha

O PCP apela a todos os trabalhadores para que se empenhem na mobilização e dinamização da Jornada Nacional de Luta do próximo dia 29, convocada pela CGTP-IN. Pelo aumento real dos salários, pelo emprego sem precariedade, pela defesa dos direitos ameaçados, pela revogação dos avisos de caducidade e em defesa da contratação colectiva: Participa!

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Comunicado do Executivo da DORPOR



A mensagem foi retirada por não estar totalmente actualizada. Logo não fazia sentido a sua publicação.
A Comissão concelhia do PCP de Campo Maior.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Querem vampirizar-nos o eleitorado?


Tem vindo a afirmar-se nos últimos tempos essa velha fórmula do anticomunismo que é a tentativa de vampirização do eleitorado do PCP. Manifesta-se quer em apelos para a «coesão de todos» (para que objectivos?) quer para uma «unidade da esquerda» (para que política?).

Compreende-se que para o capitalismo serôdio dos nossos tempos o comunismo continue sendo um espectro, como já dizia em 1847 o Manifesto Comunista. As esconjuras a esse fantasma, por parte dos senhores do capital e seus agentes, variam com as épocas. O apelo à imaginação política dos manipuladores da opinião é portanto muito intenso.

Nas sociedades «pós-modernas», massacradas por decénios de demagógicas campanhas de pretensa «defesa da democracia», não podem cair bem as brutezas de Hitler, Salazar, Pinochet, ou mesmo dos tribunais de «actividades anti-americanas» do macartismo, nos USA. (Estarão metidos em alguma gaveta de espera?).

A história não se faz ficando sentados à espera dela. Como dizia Marx: a história não faz nada, não luta em nenhuma batalha. Não é a história mas sim o ser humano, vivo e real, que tudo faz e luta por tudo.

É assim que nós, comunistas portugueses, pensamos. Por isso lutamos.

Temos um património histórico valioso. Mas como mostra a nossa própria experiência, não basta o património herdado para se responder às questões sempre novas que a vida suscita. Impõe-se sempre darmos e aprofundarmos resposta às novas condições que se registam na vida.

Mantendo a nossa identidade, temos provado ter condições para dar continuidade ao nosso passado. Temos e mantemos um partido com princípios e objectivos claros, estruturado e coeso. Terão de ter paciência os que querem vampirizar o nosso eleitorado: o património político do PCP não está em saldo. A Festa do «Avante!» novamente o comprovou. E os participantes na apresentação do candidato do PCP à Presidência da República confirmaram-no, na passada semana.

Os capítulos mais importantes da história do PCP estão ainda por escrever. Sejamos nós, comunistas do Século XXI, impulsionadores das forças capazes de dar a volta que permita ao mundo apostar no futuro.



Artigo de opinião de Aurélio Santos no Jornal Avante nº 1920

http://www.avante.pt/

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

"The Prozac" na Festa do Avante 2010


Campo Maior esteve muito bem representado na Festa do Avante 2010.

Rumaram à Quinta da Atalaia no Seixal cerca de 2 centenas de pessoas de Campo Maior. Desde as jornadas de trabalho na preparação e construção da festa. O trabalho voluntário durante a mesma no restaurante e pavilhão de Portalegre. À participação de jovens nas jornadas de trabalho da JCP. A dedicação foi total.

Os produtos da terra são uma presença já habitual. Os vinhos da Adega Mayor no balcão da Rota dos Vinhos e o Café Delta. Entre vários produtos típicos da região de Portalegre.

O grande destaque deste ano foi a presença da banda de Campo Maior no "Palco Novos Valores 2010" da Festa do Avante. Constituída por 3 jovens campomaiorenses. "Os The Prozac" representaram todo o Alentejo. Concorrendo com 8 bandas oriundas de vários pontos das Regiões de Faro, Beja, Évora, Setúbal, Lisboa e Santarém.

Esta banda que apenas toca à um ano conta já com cerca de 10 concertos e o mesmo número de músicas originais, promete dar que falar.
O concerto durou cerca de 40 minutos e contou com cerca de duas centenas de pessoas a assistir. Sendo que a maioria eram jovens de Campo Maior. Contaram igualmente com a concorrência desigual dos "Peste e Sida" que encheram por completo o espaço do Palco 25 de Abril à mesma hora. Caso contrário a assistência seria certamente superior.

O tema do palco deste ano foi: "Quem Faz a Guerra não Quer a Paz"

Esta foi a segunda banda campomaiorense a participar no "Concurso Novos Valores" a anterior foram os "The Jasons" que por diversas vezes participaram em eliminatórias distritais.

A cultura como pilar estrutural da Festa do Avante. Também aqui demonstrada no apoio aos novos valores musicais.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Festa do Avante!


Já estão a chegar os três fantásticos dias da Grande festa do PCP e dos trabalhadores portugueses, nos próximos dias 3, 4 e 5 realiza-se na Quinta da Atalaia no concelho do Seixal a Festa do Avante. Este ano na festa vão estar nomes como: Deolinda, Baile Popular, Pedro Abrunhosa & Comité Caviar, Expensive Soul, Peste & Sida, Tim e Companheiros de Aventura entre muitos outros. Serão também comemorados os 25 anos da Carvalhesa.

Também há espaço nesta festa para debates, teatro, música tradicional, ciência e revelação de novos valores musicais no Palco Novos Valores da JCP onde no domingo dia 5 pelas 20:30 actuará uma banda campomaiorense “The Prozac” vencedora do concurso de bandas da JCP no distrito de Portalegre.

É de salientar que quem quiser ir e participar na festa, que não é apenas uma grande manifestação política de força e luta do PCP mas também uma enorme manisfestação cultural, pode adquirir a EP (Entrada Permanente), que pode ser utilizada nos três dias de festa, nos Centros de Trabalho do PCP por 19,5 euros. No nosso distrito existe também um autocarro da juventude para quem quiser ir à Festa do Avante, cujo preço é de 40 euros, ida e volta com EP incluída, e partirá do nosso concelho no dia 3 pelas 9:00 horas da manhã.

Saudações