A 9 de Maio de 1945, o Exército Vermelho decretava o "Dia da Vitória"

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Programa Eleitoral da CDU - parte 4

Desporto e Ambiente


É objectivo da CDU o fomentar estilos de vida saudáveis, baseados na melhoria do ambiente natural, social e na prática desportiva regular. Assim como colocar Campo Maior nos calendários desportivos nacionais e regionais.


Dinamização e conservação dos ‘espelhos de água – Barragem Caía e Abrilongo.

Criação de percursos aquáticos com visualização de espécies de nidificação e outros pontos de interesse existentes nas margens das barragens;

Fomentar a pratica de desportos náuticos

Rede de percursos pedestres, com a recuperação de antigos percursos como as rotas dos contrabandistas e o acesso aos principais locais de interesse ambiental e cultural.

Criação da ciclovia de acesso à Barragem do Caia e S. Joãozinho.

Criação de circuito de manutenção e lazer nos contrafortes da Barragem do Caia;

Dinamização e requalificação e manutenção da rede equipamentos desportivos

Reabilitação do parque desportivo das Juntas de Freguesia e criação de um parque radical.

Melhorias das condições sanitárias das piscinas descobertas

Apoio e promoção de associações desportivas do Concelho e criação de caderno de apoio

Criação da Gala Anual do Desporto, com atribuição de prémios de reconhecimento aos atletas com melhor desempenho, fomentando a competição desportiva e pratica saudável das diferentes modalidades desportivas.

Realização de eventos desportivos de âmbito nacional;

Dinamização de actividades desportivas transfronteiriças;

Criação de agenda desportiva do concelho;

Fortalecimento das relações e sinergias com as organizações ambientalistas.

Fomentar boas práticas ambientais de entidades públicas e privadas.

Desenvolvimento da Educação Ambiental com maior envolvimento da comunidade local.
Utilização das piscinas cobertas pelas crianças de ensino primário e básico.

Promoção da prática da hidroginástica.




Intervenção Social (Juventude, Saúde, Segurança, Educação, etc…)


É objectivo da CDU criar uma sociedade justa e equitativa, com a criação de condições a regeneração e qualificação do sistema social, reduzir os factores de exclusão social, reforçar a solidariedade, garantir a segurança e consolidar a identidade e vitalidade social de Campo Maior.



Inovação da Semana da Juventude, com criação de espaços desportivos, demonstrações de diferentes temáticas artísticas e debates sobre problemas; Os conteúdos dessas actividades deverão contribuir para a formação da consciência social e politica da nova geração de modo a que se crie valores de cidadania.


Criação da ‘Casa da Juventude’ – espaço de encontro, estúdio de música, apoio a actividades, realização de workshops de várias temáticas; etc

Programas orientação e ocupação de tempos livres;

Criação de centro de estudos e atendimento de apoio aos jovens carenciados.

Promoção e prática de feiras de trabalho das autarquias que valorizem a actividade profissional.

Criação de um programa de intervenção social integrado entre distintas instituições do poder central, regional e local, para actuação junto das comunidades ciganas de Campo Maior, no intuito de encontrar soluções condignas para as populações em matéria de habitação, higiene e saúde pública.

Parcerias com a Santa Casa da Misericórdia e Lar de Degolados para melhoria das condições de oferta no lar, quer no edifício sede que no serviço ao domicilio.

Colaboração mais estreita e democrática com a intervenção precoce.

Incentivar a criação de uma estrutura de retaguarda a população com debilidade transitória de saúde

Parceria para a criação de uma unidade de cuidados paliativos

Construção de uma nova casa Mortuária.

Cabe à autarquia para que junto do poder central crie equipamentos sociais, com uma posição de resolução de problemas.


Programa de Vigilância pedagógico não repressivo, em várias temáticas como alcoolismo, toxicodependência, circulação rodoviária, violência a idosos, segurança de locais isolados, polícia de proximidade.

Parcerias com o Centro de Pós Graduação e entidades de ensino para a criação de uma oferta permanente de formação.

Incentivo à criação de parcerias entre as entidades de ensino público privadas para uma melhoria do sistema de ensino, nomeadamente ao nível do pré-escolar e ensino básico.

Institucionalização de medidas de apoio a uma maior proximidade do cidadão à justiça, nomeadamente através da criação de um balcão judicial em Campo Maior, onde possa existir, designadamente, apoio jurídico aos cidadãos carenciados

Combate ao processo de privatização ou outras formas de gestão que afastem as populações processo de participação e controle de decisão.


A gestão democrática das autarquias íntegra é indissociável de uma política que atenda a condição de trabalhos e problemas dos trabalhadores da autarquia.

LUTA pelo DIREITO ao emprego, a reformas condignas, ao acesso a uma saúde universal e gratuita e a um ensino digno para todos

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Programa Eleitoral da CDU - parte 3

Turismo e Património


Apesar da sua dimensão territorial, Campo Maior é um espaço rico em património, com um vasto leque de elementos religiosos, conhecido, mas não o suficiente como um dos concelhos do Alentejo com maior número de Igrejas e Ermidas, de onde se destaca a Capela dos Ossos pela sua originalidade. para além do seu património arqueológico e rural com vestígios da intensa actividade social deste território ao longo da história, marcado pelas suas festas e romarias e que hoje é imprescindível conservar, recuperar e dinamizar do ponto de vista turístico e social.


Recuperação e reabilitação dos Castelos de Campo Maior e Ouguela;

Elaboração da Carta Arqueológica do concelho

Recuperação de património rural e etnográfico de interesse municipal;

Dinamização e manutenção do património religioso;

Recuperação da Capela dos Ossos.

Reabilitação da Ponte Romana da Enxara e da antiga Via Adriana (Mérida - Lisboa).

Criação de estruturas de apoio ao visitante e conservação dos vestígios arqueológicos concelhios como o Povoado de Santa Vitoria e Vila Romana.

Reabilitação da envolvente da Enxara, na melhoria ambiental e de higiene das infra-estruturas existentes.

Criação de roteiros turísticos de dinamização do património, como a ” Rota Sacra” com a criação de um roteiro que promova a visita as igrejas e altares, a “Rota das Fontes” etc...
Sinalética com informativa turística junto dos monumentos e elementos de interesse histórico e social.

Criação de guias audiovisuais dos roteiros turísticos e museológicos – para descarga via telemóvel e disponíveis no posto de turismo;

Dinamização do Posto de Turismo;

Elaboração de um plano de marketing e imagem de Campo Maior

Apoio a criação de turismo de habitação no centro histórico e incentivo ao turismo rural

Modernização e dinamização do Parque de Campismo.


Cultura


Pretende-se incentivar o desenvolvimento artístico e a diversificação da oferta cultural de Campo Maior, com o incentivo ao ensino artístico e dinamização dos espaços culturais, assim como divulgar a história e tradições promovendo a imagem de Campo maior como espaço de cultura.


Apoio à realização das ‘Festas do Povo’ quando e como povo quiser e promoção em conjunto com a comissão de festas;

Semana Gastronómica, concurso de melhor prato tradicional e promoção de artesanato local

Animação cultural de verão – festival temático com 30 dias de duração, englobando varias temáticas culturais em vários espaços públicos;

Apoio as festas e romarias tradicionais.

Criação de espaço de apoio técnico às associações sócio-culturais na elaboração de projectos;
Dinamização e criação de museus;

Dinamização cultural dos Castelos, através de feiras medievais (criação de espaços temáticos de actividades medievais), espaços culturais;

Criação da Escola de Musica em parceria com a Banda 1ª de Dezembro e outros agentes culturais congéneres.

Fomento da leitura - dinamização da biblioteca municipal, biblioteca móvel de verão nos espaços de lazer (jardim, piscina…);

Promoção de jovens artistas – realização de encontros de estimulação artística (teatro, musica, arte mural, etc);

Realização de encontros de observação astronómica.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Programa Eleitoral da CDU - parte 2

Acessibilidade e Mobilidade


A melhoria das acessibilidades de e para fora do município, com a reabilitação das principais Vias Nacionais e Municipais, como reafirmação da importância de Campo Maior como um pólo estruturante do Alto Alentejo no eixo “Elvas – Badajoz – Campo Maior - Portalegre”. Melhorar a mobilidade das populações e segurança rodoviária nos diferentes núcleos urbanos do concelho.


Conclusão das Vias de Circulação Externas – Campo Maior e Degolados;

Requalificação das principais vias de acesso às zonas fronteiriças e municípios vizinhos – EN371 (Arronches / Campo Maior / Retiro)

Alargamento e repavimentação de vias municipais - Estrada da ‘Figueira’; Via Ouguela - Albuquerque; Outras Vias;

Reorganização do trânsito local, sistemas de segurança rodoviária.

Eliminação de barreiras arquitectónicas quer no acesso a edifícios públicos que nas vias de circulação, com rebaixamento de passeios e barreiras artificiais ao deslocamento da população em especial os grupos de locomoção reduzida.

Criação de sistemas de protecção no paredão da barragem do caia e contrafortes, que impeçam o acesso dos transeuntes a zonas de risco.

Arranjos dos acessos ao Parque Desportivo de Degolados.

Criação de zonas peadonais e ciclo-vias ao longo das vias rodoviárias que o permitam.



Regeneração Urbana e Habitação


Visa regenerar núcleos e espaços urbanos de Campo Maior. Nas suas dimensões ambiental, social e urbana. Tornando-os mais atractivos para residir, trabalhar, conviver e prática de actividades comerciais segundo uma estratégia de intervenção integrada com a qualificação de espaços públicos, apoio social e melhoria da qualidade ambiental nos aspectos de limpeza e higiene pública, e medidas de protecção e estimulo à recuperação dos imóveis.



Reabilitação paisagística com a limpeza e eliminação de resíduos nas muralhas do Castelo de Campo Maior e Ouguela e sua envolvente, margens fluviais e vias rodoviárias de todo o concelho.
Estudo e implementação de novos sistemas de recolha de Lixo, Limpeza e Higiene urbana, que promovam melhoria da salubridade dentro dos núcleos urbanos.

Criar e reforçar a rede de ecopontos e ilhas ecológicas existentes, bem como fomentar a entrega e recolha selectiva de resíduos sólidos urbanos.

Criação de novos espaços verdes, árvores de sombra e requalificação de espaços públicos, como zonas de lazer e convívio dos diferentes núcleos urbanos.

Reabilitação do Campo da Feira da vila e criação de espaços de exposição permanente.

Retirada de antenas de televisão e elementos dissonantes da paisagem urbana da Vila.

Criação de um sistema de monitorização e programa de apoio à conservação e manutenção dos imóveis – centro histórico / outras zonas consideradas de interesse nacional e municipal (pinturas, infiltrações, pequenas obras de recuperação, etc.);

Incentivo à aquisição e conservação de imóveis degradados existentes no centro histórico. E de outros que sejam considerados de interesse municipal ou nacional. Através da redução do IMI e IMT bem como outros mecanismos que se sejam necessários. Com a criação de uma sociedade municipal de reabilitação urbana.

Incentivar os jovens a candidatarem-se ao programa de arrendamento jovem.

Criação de um plano de expansão urbana – loteamentos a custos controlados.

Limpeza de todas as vias pluviais.

Inclusão da população residente no Mártir Santo.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Programa Eleitoral da CDU - parte 1

Governação e Participação Cidadã


É objectivo da CDU adoptar modelos de gestão de elevada qualidade nos serviços prestados pelo município ao cidadão, melhoria do interface de comunicação câmara/munícipe e promoção da participação activa e informada da sociedade civil na vida da comunidade.

Rede de Balcões do Munícipe, com a centralização de serviços através de um atendimento personalizado e simplificado, na câmara e juntas de freguesia.

Portal do cidadão com a disposição dos serviços on-line, com a possibilidade de tramitação de toda a documentação, e consulta de processos via Internet.

Implantar uma cultura de excelência dos procedimentos administrativos internos, democraticamente consensuada com a estrutura de pessoal e consequente regularização do vínculo contratual dos funcionários municipais, de forma a criar uma estrutura sólida e optimizada para um serviço de qualidade. Não esquecendo a actividade participativa na gestão camarária.

Criação de Comissões Consultivas constituídas por grupos de cidadãos no apoio as decisões municipais em questões como economia, cultura, intervenção social, educação… visando o desenvolvimento sustentável de campo maior. Sempre que possível em colaboração com as associações locais.

Implementação do Orçamento Participativo
Criação de um gabinete de projectos e imagem, para apoio a implementação dos projectos municipais, elaboração de candidaturas a fundos comunitários e desenvolvimento de parcerias com entidades público-privadas no desenvolvimento e implementação de projectos.



Inovação Desenvolvimento Económico e Emprego


É importante consolidar a vocação de Campo Maior como um dos principais espaços de inovação social e empresarial do Alto Alentejo, na promoção do emprego e desenvolvimento do tecido empresarial.


Criação de um gabinete de desenvolvimento empresarial (GADE) – com o apoio a modernização e criação de empresas.

Fomento de sinergias entre os distintos sectores económicos através de uma relação democrática com os empresários agrícolas e industriais do concelho.

Apoio aos agricultores e empresários na obtenção dos benefícios gerados pela integração nos espaços de Rede Natura 2000 com vista a uma conservação sustentável e compatível dos espaços naturais e as actividades económicas.

Dinamização e Promoção dos espaços industriais e empresárias do Conselho.
Promoção da prática de agricultura biológica.

Expansão Rede WIFI Municipal, para acesso a Internet nos espaços públicos.

Implementação de uma Plataforma de Serviços Digitais, para informação a população de serviços de saúde, cultura, acções de protecção civil, segurança rodoviária, etc… em tempo real via internet e em painéis informativos nos espaços públicos.

Revitalizar o comercio e os serviços, apoiando candidaturas do comercio tradicional aos financiamentos existentes e outras iniciativas a promoção global do comercio.

Dinamização das parcerias transfronteiriças (Criação da Euro Região)

Atrair novas empresas para desenvolver a sua actividade em Campo Maior.

Organizar toda a zona industrial bem como projectar a sua expanção tendo em conta a proximidade com a frointeira.

Apoiar a criação de um ou vários lagares de azeite. Produção principal do nosso concelho. Que no modelo actual se encontra bastante desvalorizado.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

RICARDO E BURRICA FALTAM AO DEBATE DA RADIO ELVAS




Estava agendado para hoje (dia 28) a partir das 21:30 na Rádio Elvas um debate com os 4 candidatos à Câmara Municipal de Campo Maior.

Surpresa das surpresas foi a comparência de apenas dois dos quatro candidatos.

Da CDU - PCP PEV compareceu o Dr. Paula Campos e pelo PSD o candidato Pedro Nabeiro. Não tendo comparecido nem o candidato do PS, Engº. Ricardo Pinheiro nem o candidato do Movimento Independente, João Borrega Burrica.

Desconhecemos e estranhamos as causas para a sua falta.

Será que tem medo do confronto de ideias derivado à sua imaturidade? pois como será possível governar uma autarquia se existe receio de tomar decisões frente a adversários políticos? em temas bastante complexos e delicados.

Sérá que tem medo de ser confrontado com a sua desastrosa passagem pela liderança da Câmara Municipal. Na qual nada fez de relevante? para tanto tempo de desgovernação? Pois não é desta forma que pretendemos que os destinos dos campomaiorenses continuem.

Ou por sua vez, será que ambos os candidatos não tem qualquer ideia concreta para gerir a autarquia de modo a dar um bom futuro, que esta população merece e deseja!!

Será coincidência, ou apenas as duas listas presentes no debate tem também um blog. Onde toda a população pode deixar a sua opinião e comentar os assuntos pela CDU- PCP PEV apresentados. Numa demonstração moderna de democracia.

Têm medo do confronto político?? De ouvir a voz da população?? Ou estão mal habituados e apenas "representam" para o seu eleitorado em terreno seguro!! Não é assim que se faz política, apenas a ouvir as palmas, os elogios e palavras de ocasião. Debaixo dos respectivos capotes políticos.

Esperamos mais destes candidatos. Mas infelizmente não tem nada de novo para dar!!

Alertamos a população para não se deixar iludir por campanhas vistosas de margketing bem orquestradas por bolsos recheados. E uma delas delas paga com o dinheiro dos nossos impostos!

As soluções para os nossos problemas não estão dentro de embalagens vistosas, mas sim nas campanhas humildes com gente da terra!

Na CDU-PCP PEV não temos medo do debate político, discussão de ideias e confronto de posições. Estamos disponíveis para qualquer debatae político, que leve a consenço para conseguir a melhor solução aos destinos de Campo Maior.


Saudações democráticas





segunda-feira, 28 de setembro de 2009

AUTARQUIA AGIU ILEGALMENTE


Ontem, dia 27, à hora de abertura da mesa de voto nº 2 da Freguesia de S. João Baptista ainda havia propaganda a cerca de 10 metros da mesma mesa eleitoral. Mesmo em frente da entrada. Quando a lei eleitoral é bastante clara:

Artigo 92º

Proibição de propaganda

1. É proibida qualquer propaganda dentro das assembleias de voto e fora delas até à distância de 500m.

2. Por propaganda entende-se também a exibição de símbolos, siglas, sinais, distintivos ou autocolantes de quaisquer listas.

O Presidente da mesa, António João Borrega Gonçalves, que é em simultâneo o cabeça de lista da Coligação Demcrática Unitária (CDU – PCP PEV) à Assembleia Municipal de Campo Maior de imediato, antes da abertura da mesa e perante todos os mebros da mesma, manifestou a sua indignação por este ACTO ILEGAL. Praticado pelos orgãos da Câmara Municipal de Campo Maior. Ligou de seguida para o mandatáriuo distrital da CDU (que é também o cabeça de lista à Câmara Municipal de Campo, Dr. António de Paula Campos) para esclarecer esta situação. Este por sua vez contactou o actual presidente da Câmara Municipal, Sr. joão Burrica, que prometeu tratar do assunto. Que pouco ou nada fez. Pois a mesma apenas foi retirada a meio da manhã!

Com manifesta má vontade não só dos altos responsáveis da autarquia como pelos funcionários que deveriam ter resolvido a questão. De imediato!! Dada a situação de urgência. Uma vez que até a propaganda ser retirada poderá ter eventualmenta ter influenciado alguns eleitores.

A legalidade só foi reposta por insistência dos candidatos e representantes da CDU – PCP PEV em comunicação com a comissão Nacional de Eleições, que obviamente lhe deu razão!! E obrigou os membros da autarquia a cumprir a lei.

Pior ainda foi a retirada de propaganda relativa à Coligação Democrática unitária (CDU - PCP PEV) em locais onde não vigorava este artigo relativo à Poribição de propaganda. Confirmado por tetemunhas no local.

É sobre este tipo de actuações que CDU sempre esteve, está e vai continuar a estar manifestamente contra. Pois trata-se de uma forma desonesta de estar na política. Não merecendo a nossa confiança, nem, na nossa opinião da população de Campo Maior. Pois todo o executivo tem responsabilidades directas ou indirectas sobre este tipo de actuação. Ao pactuar com a mesma.

Ao final da tarde, quando da entrega da documentação relativa à mesa, pelo respectivo presidente Antonio Gonçalves ainda foi informado, por altos responsáveis da autarquia, que seriam recolocada toda propaganda RETIRADA ILEGALMENTE. Aguardamos com expectativa a reposição da legalidade. Da mesma forma (rápida, pois a propaganda ilegal foi prontamente destapada, logo após o encerramento da mesa nº 2 de S. João Baptista) que esteve ILEGAL até meio da manhã em frente à assembleia de voto.

Apelamos também a outras forças políticas que tenham sentido o mesmo tipo de censura e favorecimento a determinadas candidaturas, a tomar as devidas medidas. Bem como esperamos a reunião de concelhia da CDU de Campo Maior para a saida de um comunicado oficial, bem como a tomada das devidas medidas.

Sabemos também que está para sair um outro comunicado sobre a ILEGALIDADE cometida pelo Sr. José Malhoa ao ter apelado ao voto no actual presdente da Câmara Municipal de Campo Maior, Sr. João Burrica, e candidato por movimento independe. Em plena festa dos avós! Com a cumplicidade de todos os responsáveis da autarquia. Pois não foi travadao nas suas intenções nem desmentido publicamente, como deveria ter sido!

Infelizmente, não era este o tipo de post que gostaria-mos de colocar logo após as Eleições legislativas. Mas perante este tipode de ILEGALIDADES PRATICADAS, não podemos ficar impávitos e serenos.

Também nos faz confusão, como é possivel gente boa, participar, apoiar e votar em pessoas que praticam este tipo de política suja e sem escrúpulos.
UMA BREVE CORRECÇÃO DO SUCEDIDO
Pretendo apenas corrigir alguns pontos, após conversa com os meus camaradas intervinientes
nesta situação.
O aletra sobre a situação criada pela autarquia foi dado ainda na manhã de Sábado (dia 26), vésperas das eleições legislativas. Pelo Mandatário distrital da CDU - PCP PEV ao presidente da Câmara Municipal de Campo Maior.
O Dr. Paula Campos achou estranho esta ficar por tapar, em frente à assembleia de voto situada no auditório da biblioteca municipal, quando muita da propaganda eleitoral da CDU foi retirada, e alguma indevidamente. (Exeplo uma extrutura situada no Bairro da Cruz das Almas que fica situada a largas centenas de metros da mesa de voto mais próximo. Nas escolas do bairro novo.
Passou-se o dia sem nada ter sido feito para corrigir a situação.
A mesma propaganda apenas foi retirada por volta das 8:00. E a mesa apenas abriu cerca de 20 minutos mais tarde.
Em nada desvaloriza a ILEGALIDADE DA SITUAÇÃO, uma vez que o problema foi levantado atempadamente.
Saudações democráticas

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

FESTA DO AVANTE 2009


A Festa do “Avante!”, justamente considerada a maior iniciativa politico-cultural que se realiza no nosso país, inclui no seu programa um diversificado e amplo conjunto de iniciativas, abrangendo áreas tão diversas como a música, o desporto, as artes plásticas, o teatro, os debates e exposições, a ciência, o artesanato e a gastronomia regional e a intervenção politica do PCP, elementos estes que todos os anos constituem renovados motivos de interesse para aqueles que ao longo dos anos a têm visitado, bem como, para todos os que decidem vir a esta Festa pela primeira vez.

A Festa do “Avante!” é uma festa para todos, aberta aos que respeitam o papel e intervenção do PCP na sociedade portuguesa, e onde os valores da amizade, fraternidade e solidariedade são talvez a marca mais impressiva do ambiente que ali se vive durante 3 dias.

A afirmação da CDU como grande espaço de unidade e convergência de todos os que aspiram a uma ruptura com mais de 33 anos de política de direita, e a necessidade do seu reforço nas próximas eleições legislativas, como condição indispensável à construção de uma vida melhor, a valorização do trabalho da CDU nas autarquias locais ao serviço das populações, serão objecto de uma das principais exposições no Pavilhão Central da Festa do “Avante!”.

A actual crise do capitalismo, a luta contra a exploração e as políticas que lhe estão na origem, a afirmação da paz, da cooperação e do Socialismo como futuro da humanidade será o mote do Espaço Internacional onde será possível visitar dezenas de espaços de vários partidos comunistas e progressistas que todos os anos temos a honra de receber na nossa Festa.

Pelo programa que aqui apresentamos, pelos elementos de que dispomos quanto ao envolvimento de milhares de homens, mulheres e jovens que estão empenhados na construção da Festa do Avante“Avante!”, pela experiência de quem sabe que erguer esta Festa, apesar das suas 32 edições, é sempre um processo de grande criação colectiva onde procuramos ir mais longe e fazer melhor, o PCP está em condições de garantir que nos próximos dias 4, 5 e 6 de Setembro teremos uma grande Festa do “Avante!”.


Todas as informações em http://www.festadoavante.pcp.pt/

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

DEBATES DAS LEGISLATIVAS NA TELEVISÃO


Com o aproximar das eleições legislativas, marcadas para o próximo dia 27, Iniciou-se esta noite uma série de debates que vai colocar frente a frente os líderes dos partidos com assento parlamentar.

O nosso camarada e candidato pela CDU, Jerónimo de Sousa tem o seu primeiro debate desta séria já amanhã por volta das 20:45 na SIC frente a Francisco Louçã. E o de Sábado (RTP) às 21:15. Restantes estão sujeitos a confirmação de horário.

Sem tempo a perder e porque é de trabalho que esta luta se faz, Jerónimo de Sousa tomará novamente a palavra logo no dia seguinte pelas 18h no sempre esperado comício de abertura da Festa do Avante, que se realizará no Palco 25 de Abril.

Aqui fica as datas e canais onde os debates vão ter lugar.

3 Setembro – Francisco Louçã/Jerónimo de Sousa (SIC)
5 Setembro – José Sócrates/Jerónimo de Sousa (RTP)
6 Setembro – Francisco Louça/Manuela Ferreira Leite (TVI)
7 Setembro – Paulo Portas/Jerónimo de Sousa (SIC)
8 Setembro – José Sócrates/Francisco Louçã (RTP)
9 Setembro – Manuela F. Leite/Jerónimo de Sousa (TVI)
10 Setembro – Paulo Portas/Manuela Ferreira Leite (RTP)
11 Setembro – Paulo Portas/ Francisco Louçã (RTP)
12 Setembro – José Sócrates/Manuela Ferreira Leite (SIC)

COMUNICADO À POPULAÇÃO

Após nos termos apercebido, por várias conversas com camaradas e amigos em Campo Maior, de mais um boato envolvendo a candidatura da CDU às Autarquias Locais, comunicamos que:

- A CDU NÃO IRÁ FAZER QUALQUER COLIGAÇÃO COM O PS NEM COM NENHUMA OUTRA CANDIDATURA. Nunca fariamos uma coligação com o PS tendo em conta a politica que este partido desenvolve a nível nacional.

- Como já informamos anteriormente, se no futuro votarmos (como já o fizemos) ao lado de outras forças politicas, fá-lo-emos apenas quando e se concordarmos com as propostas apresentadas.

- Esta é uma candidatura para vencer, não estando a CDU disponivel para fazer coligação com nenuhum partido.

-A CDU concorre às eleições autárquicas unica e simplesmente com o intuito de servir Campo Maior e os campomaiorenses.

domingo, 30 de agosto de 2009

COMUNICADO À POPULAÇÃO DE DEGOLADOS



No próximo dia 11 de Outubro os eleitores do concelho de Campo Maior, vão ter mais uma vez a oportunidade de escolher os autarcas que irão estar à frente nos próximos 4 anos da Câmara Municipal, Assembleia Municipal e das 3 juntas de Freguesia. Os homens e mulheres que integram as listas da CDU, sonham e lutam por um mundo novo, justo, pacífico, solidário e fraterno. Mas também defendem valores como a verdade a honestidade e a dignidade, vem isto a propósito do boato que desesperadamente puseram a circular em Degolados, elementos de outra candidatura, que a CDU não iria apresentar lista na Freguesia de Degolados, para assim poderem falsamente recrutar com mais facilidade elementos para a sua lista, enganando e iludindo alguns Degoladenses mais distraídos e mal informados das intenções dos responsáveis da CDU a nível local. Não nos surpreende tal atitude, partindo de quem partiu, mas reprovamos firme e frontalmente. Ao boato à mentira e à calúnia, dizemos claramente Não! os verdadeiros democratas, e defensores dos valores de Abril não vão pelo caminho da maledicência e da intriga politica. E a provar o que dizemos apresentamos ao povo de Degolados, a lista dos nossos candidatos, que é sem sombra de dúvidas a mais capaz porque defendemos os interesses das populações, os interesses colectivos e não os interesses pessoais e com trabalho, honestidade, e competência contribuem para o desenvolvimento de Degolados e do bem-estar dos Degoladenses.

Campo Maior, Agosto de 2009

A Coordenadora Concelhia de Campo Maior da CDU


LISTA COMPLETA DOS CANDIDATOS CDU À FREGUESIA DE:

NOSSA SENHORA DA GRAÇA DOS DEGOLADOS


CANDIDATOS EFECTIVOS













1.- Manuel Afonso Silva Claudino
Reformado
Membro do PCP


2.- António Romão Terroa Rodrigues
Reformado
Membro do PCP

3.- Maria Angelina Charréu Barbicas Miranda
Operária Agrícola
Membro do PCP

4.- Ricardo Jorge Carixas Trinca
Enfermeiro
Independente

5.- António Manuel Pinto Vieira
Empregado Bancário
Membro do PCP

6.- António João Borrega Gonçalves
Empregado de Escritório
Membro do PCP

7.- José Manuel Paixão Rosinha Mourato Leão
Técnico oficial de contas
Membro do PCP

CANDIDATOS SUPLENTES

8.- José António Carrilho Favita
Reformado
Membro do PCP

9.- José Pedro Muacho Caldeirão
Reformado
Membro do PCP

10.- António José Faria de Paula Campos
Médico
Membro do PCP

NÃO MENTIMOS, NÃO ENGANAMOS E SOMOS DE CONFIANÇA




A campanha para as autarquias não pára, antes, intensifica-se, só que a campanha de alguns candidatos é feita e paga por todos nós, como foi o caso no passado dia 15, ao assistirmos a mais uma inauguração no Jardim Municipal, na zona envolvente à estátua de Santa Beatriz, com inauguração de um novo Coreto e mais uns novos e importantes sanitários para homens e mulheres. Cerimónia em ano de eleições, foi de pompa mesmo com o país em crise, onde actuaram vários grupos musicais, dos que recebem subsídios e ajudas para estarem sempre disponíveis e ao serviço do poder, de quem o tem e de quem o utiliza para seu proveito.

Toda a inauguração tem discurso e mais uma vez coube ao actual Presidente eleito nas listas do Partido Socialista: Partido Socialista que se afirma de esquerda, mas que faz política de direita, onde o Engenheiro Sócrates, o actual Primeiro-ministro é também o Secretário-geral do Partido Socialista, que elegeu nas últimas eleições os dois únicos deputados do nosso distrito, mas que durante 4 anos ninguém os viu porque se mantiveram mudos e calados em relação aos gravíssimos problemas porque todos nós passamos.

Mas que disse o edil socialista e candidato pelos chamados independentes, que de independentes nada têm “ a intervenção está ao gosto da população a ponto de terem manifestado diversas vezes exactamente isso, através do seu sentimento positivo, e é com alguma satisfação que ouço as pessoas aplaudirem o nosso trabalho e reconhecidamente estarem com a Câmara Municipal nas realizações que vamos fazer”, salientou João Burrica. Nós perguntamos, quem queria o Sr. Presidente que reclassificasse o Jardim, teria que ser o Sr. e os seus camaradas, antes socialistas, amanhã independentes. É natural que se mostrem contentes e inchados pelo trabalho realizado, trabalho que tinham e têm a obrigação de realizar, em prol dos que através do voto lhes confiou esse poder.

Mas os socialistas de ontem, independentes de hoje e amanhã são os mesmos que decidiram entregar a água aos privados, são os mesmos que num acto pouco democrático, mantém quadros técnicos, trabalhadores da autarquia impedidos de trabalhar, são os mesmos que ficaram em casa e nada disseram sobre a justa luta dos professores, que nada disseram e nada fizeram sobre o famigerado Código do Trabalho, são os mesmos, com pequenas diferenças, onde existia Muacho, passou a existir Funenga, todos juntos mais Secretários de Estado e Ministros da Nação, já anunciaram por várias vezes o arranjo da estrada do Retiro, são os mesmos e não são outros os que já fizeram a inauguração da nova piscina, piscina que continua fechada.

Ao Povo do nosso concelho, aos homens e mulheres lhes lembramos que dia 27 de Setembro vai haver eleições para a Assembleia da Republica e no dia 11 de Outubro para as autárquicas, é importante para todos aqueles que não têm emprego certo, que têm baixos salários, reformas de miséria, que votem na CDU, porque o voto é uma arma e é secreto e porque a CDU não mente não engana e é de confiança.

Campo Maior, Agosto de 2009

A Coordenadora Concelhia de Campo Maior da CDU

domingo, 23 de agosto de 2009

Mensagem do Candidato à Assembleia Municipal


O cabeça de lista da CDU à Assembleia Municipal do concelho de Campo Maior, António João Gonçalves, também teve uma intervenção durante a apresentação das listas onde começou por saudar todos os presentes, manifestado-lhe o seu reconhecimento por terem aderido a este importante acto da nossa vivência democrática, começando por salientar a sua participação ao longo dos 35 anos pós 25 de Abril de 1974, nos varíos orgãos autárquicos, desde membro da Assembleia de freguesia de S. Joaõ Batista, deputado na Assembleia Municipal e Vereador na Câmara Municipal ao longo de 15 anos, sendo para ele uma honra encabeçar desta vez a lista de um orgão tão importante como a Assembleia Municipal. Uma grande honra e uma enorme responsabilidade, pois o lema da CDU é como todos sabem, TRABALHO, HONESTIDADE E COMPETÊNCIA!

É com base neste lema que nós dizemos claramente que fazemos a diferença em relação às outras candidaturas e também porque as nossas listas são compostas por Homens, Mulheres e Jovens, que sonham e lutam por um mundo novo: LIVRE, JUSTO, PACIFICO, SOLIDÁRIO, FRATERNO, LIBERTO de todas as formas de opressão e de esploração; por gente que portadora e protagoniasta desse sonho e dessa luta, tem consciência do mundo em que vive, da necessidade de o transformar e do seu papel nessa transformação. E quando alguns dizem que são todos iguais(para baralhar as mentes menos conscientes politicamente) nós dizemos não e, cito como exemplo, a questão das remunerações, em que os eleitos da CDU não são beneficiados nem prejudicados monetariamente.

Quando outros entregam bens públicos, como por exemplo a água ou equipamentos construídos com dinheiros dos nossos impostos, para serem explorados por empresas privadas, nós dizemos NÃO! Quando nós assistimos ao encerramento de maternidades(é uma vergonha muitas das mães da nossa terra e da nossa região terem que ter os seus filhos num pais estrangeiro), centros de saúde e escolas, e o poder local democrático ficar silêncioso, está a ser cúmplice dessa situação, quando deveria estar ao lado das populações que os elegeu, bem como a aprovação do código do trabalho que tanto mal faz aos trabalhadores e outras medidas que os socessivos governos do PS, PSD e CDS têm levado a efeito, com a CDU na autarquia não calaremos a nossa revolta e contarão com firme oposição dos nossso eleitos.

Aqui na CDU não somos nem seremos moletas de ninguém, estamos aqui para servir exclusivamente Campo Maior e os Campomaiorenses, não queremos o poder a qualquer preço, pertencemos a esta grande coligação democrática livres e conscietemente e, quando o povo da nossa terra perder o medo de que está possuído e descobrir o seu verdadeiro caminho, vai votar CDU, porque só a CDU está em condições de acabar com a situação de conflito e de crispação em que ultimamente se tem vivido na nossa terra, pois somos pela pacificação e pela harmonia, mas também pelo desenvolvimento harmonioso de Campo Maior e pelo bem estar dos Campomaiorenses. Vamos trabalhar afincadamente e acreditar que desta vez, SIM É POSSIVEL levar a CDU à vitoria no próximo dia 11 de Outubro.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Jerónimo de Sousa no Alentejo


Jerónimo de Sousa participou num almoço-convívio em Ervedal (concelho de Avis) e numa sessão pública em Avis, onde chamou a atenção para os milhões de euros de lucro obtidos pela banca e pela Galp, EDP e REN, confirmando-se assim que a crise não é para todos. O Secretário-Geral do PCP reafirmou ainda a necessidade de uma verdadeira mudança de políticas, só possível com o reforço do PCP e da CDU

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Apresentação das Listas da CDU às Autarquias locais

A CDU apresentou na passada semana as listas concorrentes à Câmara Municipal de Campo Maior, bem como à Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia urbanas. Por problemas de agenda os candidatos à Junta de Freguesia de Nossa Senhora dos Degolados, só mais tarde será apresentado. O cabeça de lista, à Câmara Municipal, António José Faria de Paula Campos, começou por saudar todos aqueles que "que acreditando no projecto da CDU, aderiram à lista para que em conjunto desenvolver uma nova politica autárquica, com uma atitude diferente, de diálogo e não de costas viradas, uma politica transparente tendo em vista o desenvolvimento e o bem-estar geral" referindo que pertencem às listas da CDU, não apenas membros do PCP, mas também d' Os Verdes", para além de muitos independentes".

O candidato realçou que o grupo que forma as listas da CDU é "um grupo de residentes em Campo Maior que pretende desenvolver uma politica autárquica de desenvolvimento sustentado democrático dirigido a toda a população seja ela qual for, de uma forma virada para o progresso e para que todos possamos dizer que vale a pena viver em Campo Maior."










Paula Campos afirmou que, no caso de ser eleito terá sempre em consideração a "relação custo / benefício e custo/eficácia e o estado financeiro da autarquia não gastar dinheiro só por gastar sem qualquer benefício."

Quanto a propostas o candidato da CDU revelou que as principais propostas irão passar pelo apoio à terceira idade, pretendendo promover uma estreita colaboração com a Santa Casa da Misericórdia. Ainda a nível social a CDU vai também fazer uma forte aposta na intervenção precoce, através da criação de um "grupo de trabalho de acompanhamento e de apoio aos menores de 15 anos em situação de risco."

A segurança foi outro dos pontos em destaque na apresentação. Neste aspecto as principais propostas passam pela tentativa de criar o chamado "policiamento de proximidade" de forma a que as forças policiais consigam que a população se sinta em segurança e ao mesmo tempo prevenir antecipadamente potenciais desacatos, principalmente no que se refere à animação nocturna.

A Juventude também foi abordada sendo proposta a criação de um grupo dinamizador composto por jovens, com o controlo logístico do município, que programe actividades direccionadas à juventude. Também se propôs a remodelação da Semana da Juventude através da promoção de colóquios com temas que sejam considerados importantes para os jovens.

A sempre problemática questão das Festas do Povo também foi abordada com a CDU a comprometer-se a "desenvolver as festas do povo como manifestação cultural e de lazer, interrogando sempre a população para saber se quer ou não festas, qual o espaço a ocupar e quem as fará, tudo isto com o devido acompanhamento da Associação das Festas.

Também o Turismo foi focado com a intenção de desenvolver esforços no sentido de ter as Igrejas abertas, potenciando a importância da Capela dos Ossos. Existe também a preocupação de recuperar os castelos de Campo Maior e de Ouguela, bem como dar uma nova cara à Barragem através do melhoramento do Parque de Campismo.

Por fim, o desporto também não foi esquecido, ficando a promessa de aproveitar as potencialidades do concelho através da promoção de eventos como vela, btt, desportos radicais, etc.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Sim é possível, vencer as eleições!


Pela primeira vez, em Campo Maior, foi pintado um mural alusivo a uma força política!
Fica assim demosntrado que a CDU está presente em Campo Maior e conta com todos para vencer estas eleições e representar da melhor forma possível a autarquia campomaiorense!
Com esta simples frase que pode ser interpretrada das mais diversas formas pretendemos apenas dizer: Sim é possível tornar Campo Maior mais justa para todos os que nela vivem.
Saudações!

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Apresentação

Apresentamos desde já o blog da CDU do concelho de Campo Maior.

Com este blog pretendemos divulgar a actividade e as ideias desta coligação formada pelo Partido Comunista Português, pelo Partido Ecologista "Os Verdes", pela Intervenção Democrática e por muitos independentes, ideias essas que visam solucionar muitos dos problemas do nosso concelho na sua maioria simplesmente esquecidos pelos sucessivos executivos camarários.

Está na hora da mudança, o voto na CDU é um voto no trabalho, na honestidade e na competência; o voto na CDU é necessário, com ele devolve-se a paz e a fraternidade aos campomaiorenses.

No dia 11 de Outubro vota CDU com toda a confiança.