A 9 de Maio de 1945, o Exército Vermelho decretava o "Dia da Vitória"

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Debate entre Francisco Lopes e Cavaco Silva


Dia 21 de Dezembro de 2010 Francisco Lopes realizou o seu terceiro debate televisivo para as presidenciais de 2011.

Foi um debate aguardado com enorme expectativa uma vez que esteve frente ao candidato que mais se opôs à realização dos debates na televisão.

Cavaco Silva desta vez, ao oposto das últimas presidenciais, assumiu o apoio dado pelo PSD e CDS, na recolha das assinaturas pelas distritais do PSD como o afirmou Miguel Macedo (líder parlamentar do PSD) em declarações na TV. Uma vez que agora convém estar ao lado do maior partido da oposição como forma de atacar o governo. Deixando desta forma a capa até aqui utilizada de "apartidário" ou "supra partidário".

O candidato da direita esteve particularmente nervoso durante todo o debate. Não foi capaz de sair do seu, já tradicional, auto-elogio desnecessário! Invocando a sua experiência como motivo da sua recandidatura e a característica que melhor o colocaria na corrida! Como se o seu passado de desastre fosse uma mais valia necessária! Conversa de quem foi um dos maiores construtores desta sociedade desigual e injusta tal como está nos dias de hoje.

Francisco Lopes Reforçou o papel importante na sociedade dos trabalhadores e do povo português dos quais recebe o importante apoio para a sua candidatura. Reconhecendo de imediato a actual situação do pais que se deve muito à passagem de Cavaco Silva pelos 10 anos como primeiro ministro (PSD) e 5 como Presidente da República (apoiado pelo PSD).

Denunciou o acordo estratégico entre cavaco e o pior da política do Governo (PS) como a verdadeira cooperação estratégica descrita pelo candidato do PSD. Que apadrinhou este Orçamento de Estado, que vai agravar ainda mais as injustiças em Portugal. Como o são os reduzidos impostos pagos pelos grande grupos económicos face à elevada carga fiscal nas classes mais baixas.

Cavaco foi também determinante na "nacionalização dos prejuizos do BPN" cobrindo desta forma uma enorme fraude de cerca de cinco mil milhões dos cofres do estado. (À data presente)

Francisco Lopes demonstrou ser conhecedor do verdadeiro papel do Presidente da República. E de todos os seus poderes. Reafirmou não rejeitar nenhum deles.

Cavaco teve de recorrer às poucas medidas do passado para justificar a sua passagem pelo poder! Continuando a atirar areia para os olhos do povo português! Sacudindo a água do capote, ao dizer que se houver entrada do FMI a culpa será do Governo.

cavaco foi a voz dos especuladores financeiros e dos mercados em lugar de defender a soberania do estado português. O dever do presidente era o de estimular o povo português e Cavaco fez o oposto. Acusou o candidato apoiado pelo PCP e Verdes.

Francisco Lopes demonstrou que Portugal deveria estar ao lado da Espanha , Grécia e Irlanda, uma vez que todos estes países estão a ser saqueados. Ao que Aníbal Cavaco respondeu com os argumentos reaccionários do costume. Apelando ao discurso populista dos anos 80! Assente na demagogia!

Francisco Lopes reforçou no último minuto a diferença entre as duas candidaturas: Enquanto a candidatura da direita está de acordo com as injustiças sociais a continuação no arrastamento do país para as dificuldades, o desemprego e a pobreza. E que a experiência de Cavaco em nada traduz as palavras proferidas tantas vezes. Enquanto a candidatura da esquerda representada por Francisco Lopes se propõe com a confiança nos trabalhadores e no no povo português criar condições para a necessária mudança que permita o desenvolvimento, a justiça e o progresso social. Assumindo o compromisso de ser a voz dos mais fracos e vulneráveis. Defender Portugal e não entidades estrangeiras especulativas.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Governo corta no Sálario Mínimo Nacional com o apoio da UGT



O governo ao propor o aumento do Salário Mínimo Nacional em 10€ para Janeiro de 2011, utilizando o pretexto do diálogo e da concertação social, não só cede de forma escandalosa aos interesses do patronato, como rasga o seu último compromisso social.

A não concretização do compromisso estabelecido do aumento do SMN para os 500 € a 1 de Janeiro de 2011 o que significa é um roubo imediato de 15€ aos mais de 500 mil trabalhadores abrangidos pelo SMN.

Bem pode o governo falar em períodos de avaliação, aliás tal como o patronato tem feito, porque com esta medida aquilo que os trabalhadores têm certo a partir de 1 de Janeiro são os 0,33 cêntimos de aumento por dia, os brutais aumentos do custo de vida e da pobreza.

A medida do governo, apoiada pelo patronato e aceite pela UGT, representa um duro golpe e um enorme retrocesso para os trabalhadores e para as suas condições de vida já amplamente fustigadas.

O PCP chama a atenção de que este ataque ao SMN se insere nos objectivos mais amplos do patronato e do governo de ofensiva geral contra os salários, procurando assim não só atacar o SMN como de uma assentada tentar condicionar todos os salários.

O PCP apela aos trabalhadores que intensifique a sua luta e não permitam mais este ataque às suas vidas e dignidade.



22 de Dezembro de 2010

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Debate entre Francisco Lopes e Manuel Alegre


No passado Sábado (18.12.10) Francisco Lopes realizou o seu segundo debate televisivo, desta vez frente ao candidato que, provavelmente, mais anos tem de representação na Assembleia da República (PS). Consequentemente ao longo destas legislaturas assinou dezenas de Orçamentos de Estado e milhares de diplomas que conduziram ao actual estado do país.

Logo à partida as diferenças eras significativas. Justificando plenamente a candidatura apoiada pelo PCP e PEV e milhares de cidadãos, numa clara mudança de rumo com as políticas que causaram este desastre.

Francisco Lopes é a alternativa a Cavaco Silva, sendo a única candidatura que se mostrou contra o actual orçamento, Alegre disse anteriormente que era o orçamento necessário. Pois não bastam palavras são precisos actos, e nesses o deputado Alegre esteve maioritariamente contra os trabalhadores.
Manuel Alegre esteve ao lado do tratado de Maastricht e tratado de Amesterdão levando a uma quebra de 20% da produção nacional e consequente quebra de soberania de Portugal. Através da moeda única criada em 2000 pelo BCE, que executa um saque contra Portugal, vendendo dinheiro a bancos privados alemães, franceses e até portugueses com juro a 1% que é posteriormente vendido a Portugal com juro de 7% levando desta forma a riqueza criada pelos portugueses, com o consentimento dos vários governos e apoiado pelo presidente da república. Francisco Lopes propôs que o Presidente da República estimule a defesa os interessas nacionais no quadro do enquadramento de um país em altrenativa a estas políticas de subserviência por parte dos governantes portugueses face à União Europeia.

Ambos criticaram o actual presidente da república pelo facto de este não ser a voz de Portugal mas sim dos mercados internacionais, baixando desta forma a importância de uma democracia e de estado soberano como é Portugal. Ao dizer que os especuladores é que ditavam as regras. Cedendo vergonhosamente face ao grande capital nacional e europeu.

Francisco Lopes voltou a referir a necessidade de colocar Portugal a Produzir face à importação.

Aproveitar os recursos nacionais, apostar mais nos serviços públicos, acabar com a injustiça fiscal em que os cidadãos pagam elevadas taxas de impostos face à banca e aos grandes grupos económicos foram apontadas como alternativa. Enquanto os salários são cortados, os mesmos grupos que pagam os salários acumulam milhares de milhões de lucro!
O objectivo deste executivo é cortar nas pensões, nos subsídios e apoios socias. Dando desta forma mais dinheiro e beneficíos aos grandes grupos económicos como a PT, BPN e BPP. Sem se ouvir uma única palavra de Cavaco Silva. Que é no fundo um dos seus papeis.

Manuel Alegre esteve no debate como na campanha, tal contorsionista político, com um pé na oposição, e o outro ainda bastante conotado com o actual estado da situação. Numa clara figura de quem quer andar à chuva sem se molhar! Ora não se pronunciando sobre a greve geral ora dizendo que a apoia (mas só do lado do BE). A mesma indefinição marcou a posição face ao orçamento.

Francisco Lopes reforçou ainda as diferenças: « A candidatura do Manuel Alegre é um direito e é a candidatura que está em melhores condições do que minha de mobilizar todos aqueles que apoiam a política do governo» Por seu lado a candidatura apoiada pelo PCP PEV e milhares de cidadãos está em melhores condições de mobilizar todos aqueles que estão contra estas políticas do governo e as suas consequências.

Referiu ainda que é chocante ver aqueles que num dia promovem a pobreza, cortam nos subsídios, rendimentos, congelam salários e pensões, no dia seguinte venham anunciar que estão precocupados com a pobreza e subtitui-la por acções de caridade.

No minuto final referiu que a alternativa existe a todas estas políticas que tem destruído o capital e produção nacional. Essa alternativa passa pela candidatura e eleição nas presidenciais em 2011 de Francisco Lopes.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Ecologistas Apoiam Francisco Lopes


Uma iniciativa assumida no último Conselho Nacional do PEV, à qual aderiram centenas de apoiantes, cidadãos cujas preocupações, actividades ou formas de estar na vida abraçam a causa ecologista. Ao realizar este acto público na Sociedade Guilherme Cossoul, em Lisboa, uma das mais antigas e prestigiadas sociedades de instrução de Lisboa, os ecologistas pretenderam chamar a atenção para a importância da cultura portuguesa e da produção artística e literária nacional e a necessidade absoluta de a promover e apoiar.

No dia anterior, de manhã, Francisco Lopes participou numa reunião com a Comissão de Trabalhadores do Sector dos Transportes de Lisboa subordinada ao tema «O Presidente da República, a Constituição da República e o controlo de gestão no Sector Empresarial do Estado».

Do conjunto das intervenções realizadas, com contributos concretos sobre a realidade de empresas como o Metro, a Carris, a CP, a EMEF, a TAP, a Transtejo e a Soflusa, denunciou-se a crescente diminuição dos poderes e mecanismos de controlo de gestão e, mais grave, a sistemática violação, por parte do Estado, dos direitos ainda consagrados na lei.

Na sua intervenção, o candidato à Presidência da República valorizou o carácter estratégico do Sector Empresarial do Estado, alavanca do desenvolvimento económico soberano do País, que importa defender face à ofensiva privatizadora em curso, e afirmou que o mesmo deve ser democrático e subordinado ao serviço público, e onde o mais amplo controlo de gestão assume um papel que deve ser valorizado e reforçado.

Antecedendo esta reunião, Francisco Lopes realizou uma visita à sede do Metropolitano de Lisboa, tendo contactado com a Administração e com os trabalhadores da empresa, a quem transmitiu a necessidade de salvaguarda e valorização dos direitos dos trabalhadores da empresa, hoje atacados pelas medidas decididas no quadro do Orçamento do Estado.

O candidato apoiado pelo PCP participou ainda num encontro com a Associação de Oficiais das Forças Armadas, Associação Nacional de Sargentos e Associação de Praças.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Debate entre Francisco Lopes e Fernando Nobre


Decorreu na RTP1 o primeiro de 10 debates para as eleições Presidênciais de 23 de Janeiro de 2011.

Frente a Francisco Lopes, candidato apoiado pelo PCP, PEV e por muitos independentes esteve Fernando Nobre.

Fernando Nobre, tem puxado, durante a campanha, pelo adjectivo de "suprapartidário" (que se encontra muito na moda) mas este argumento do presidente da AMI não corresponde à verdade. Já apoiou Mário Soares (PS), Durão Barroso (PSD), António capucho (PSD) e mais recentemente o Bloco (em 2009). E agora até foi apoiado pelo Dr. M. Soares, mas este desistiu da ideia deixando apenas a família!

Hoje tentou igualmente criar a ideia de que todos os partidos são iguais e que o sistema partidário está ultrapassado e "é perverso". O que não é verdade e se notou recentemente pela não aprovação (PS, PSD e CDS) da lei das mais valias proposta pelo PCP. Que daria um encaixe de 200 milhões de euros só na PT. Onde o PCP fez a diferença na apresentação do diploma!

Fernando Nobre também não é claro na opinião do Orçamento de Estado para 2011 afirmando recentemente "o orçamento possível" agora já disse que era contra! Francisco Lopes falou a verdade!

Nem quanto ao Serviço de Nacional de Saúde foi coerente! Antes levantou demasiado a sua bandeira de activista! Num gesto deselegante e desnecessário! Francisco Lopes respondeu que era mais importante prevenir estas situações de pobreza e erradicar. Papel que tem feito o PCP desde a sua origem.

O candidato apoiado pelo PCP e Verdes reforçou que era o candidato ao serviço do povo. Que quando for eleito será a ruptura com esta política, de direita, que tem sido praticada nos últimos anos. Não como pretendia F. Nobre, uma coligação de mais do mesmo!

Nobre abordou ainda a criação de um salário mínimo europeu? não sabendo certamente a tamanha barbaridade que acabará de dizer! tal é o seu desconhecimento da realidade nacional e europeia!
Propôs a criação de um portal onde todos os políticos em exercício mostrassem o seu património e prestassem contas! Mas esse sistema já está previsto na lei, basta pequenas adaptações e colocar mais em prática!

Fernando Nobre foi ainda demasiado demagogo e populista! ao anunciar a redução dos número de deputados! pois os países que referiu têm inúmeros parlamentos regionais e todos têm duas câmaras parlamentares! Ou seja todos têm mais deputados do que Portugal! Ainda jura perante a Constituição o seu cumprimento e logo a seguir defende que não se cumpra o número mínimo de deputados estabelecido na CRP!

Destaca-se o tema em que ambos estiveram a favor: "tudo o que não é preciso é alterações às leis do trabalho" afirmou categórico Francisco Lopes e Fernando Nobre concordou. Nobre acrescentou: "A União Europeia está sempre a pressionar" mas "isso não é matéria deles".

Restou ainda cerca de um minuto a Francisco Lopes que a "moderadora" como por acaso se esqueceu de dar ao representante da Candidatura patriótica e de esquerda! e que acabou por não conceder mais do que 20 segundos! mesmo após o repetido pedido de Francisco Lopes. Coincidências do jornalismo português!

sábado, 11 de dezembro de 2010

Jerónimo de Sousa em Campo Maior




No âmbito da campanha «Portugal a Produzir» Jerónimo de Sousa esteve, dia 4 de Dezembro em Campo Maior, onde sublinhou que a defesa da produção e do aparelho produtivo são as respostas aos problemas do país.

António Gonçalves, membro da Comissão Concelhia do PCP e deputado municipal pela CDU abordou o actual estado do concelho, que não sendo dos piores da região, podia estar bem melhor. Referindo de seguida que embora o significativo número de indústrias existentes no concelho de reconhecido mérito, o concelho continua sem explorar o seu verdadeiro potencial, a agricultura. Não havendo o devido investimento nesta área.
Questionou o facto da Barragem do Abrilongo não ter tido qualquer utilidade à data presente. Apesar da grande expectativa quando da sua construção e inauguração. E do elevado custo para os cofres públicos.
O último registo de campomaiorenses inscritos no IEFP também foi abordado (414 em Outubro de 2010 face a 344 do ano passado). Em conjunto com os baixos salários e baixas pensões, face ao aumento do custo de vida resulta de grandes dificuldades para muitas famílias no nosso concelho. Com os agravamentos causados pelo PEC 1, PEC 2 e pela aprovação do Orçamento de Estado pelo PS e PSD. A situação será ainda pior para todos os que trabalham, vivem das reformas, bem como para os pequenos e médios empresários. O PCP vem alertando para a situação de extrema pobreza que se vai começar a sentir ainda mais no início de 2011.
Denunciou também o vergonhoso corte nas verbas do PIDDAC de 93%. De entre os 15 concelhos, 9 não recebem qualquer verba! e Campo Maior foi contemplado com 145 mil euros. Do OE retiram 420 mil euros a Campo Maior face ao ano anterior.

Jerónimo de Sousa referiu as desigualdades regionais causadas pelo envelhecimento demográfico e pela desertificação. Que se vão agravando sobretudo nas zonas trans-fronteiriças devido ao acordo do PS e PSD, mais concretamente com o aumento do IVA. Quem mais vai sentir são os agentes económicos situados na fronteira. Os trabalhadores e a população em geral.
O Secretário Geral do PCP defendeu ainda que a crise só pode ser ultrapassada com o aumento da produtividade nacional, como forma de criação de riqueza e postos de trabalho. Utilizando todos os recurso que Portugal tem ao seu dispor, no lugar da importação.
Uma nova Reforma Agrária foi defendida por Jerónimo de Sousa como forma de dar terra a quem a trabalhe em vez de receber para estarem paradas grande parte das propriedades.
Acusou ainda a excessiva dependência das grande superfícies para escoamento dos produtos agrícolas. Onde os agricultores muitas vezes são chanteageados com prazos de pagamento que chegam a mais de 90 dias.
O Estado tem de ter um papel mais activo na regulamentação de todas estas situações, como forma de salva guardar os interesses dos pequenos e médios produtores.
Por último, reforçou o apoio à candidatura de Francisco Lopes às eleições Presidenciais de 23 de Janeiro de 2010. Pois é o único candidato que não está comprometido com a actual situação que se vive em Portugal. Mas sim comprometido com os trabalhadores e os seus direitos numa candidatura patriótica e de esquerda.

Antes das intervenções houve ainda concerto com "The Prozac" banda campomaiorense que actuou durante cerca de 35 minutos e tocou temas como: "Anti heróis", "Eu sou assim", "Política de ratos" e o tema novo "Ignorância é o que não falta". Neste que foi o segundo concerto na sua terra natal. Recorde-se que esta banda representou na passada Festa do Avante todo o Alentejo no Palco Novos valores da JCP.

A comissão Concelhia do PCP de Campo Maior agradece ao executivo municipal a cedência do espaço e aos funcionários presentes todo o apoio dado.

No Auditório do Centro Cultural de Campo Maior estiveram presentes cerca de uma centena de apoiantes, militantes do partido e fãs da banda.

Seguiu-se em Elvas um jantar com Jerónimo de Sousa onde estiveram cerca de 70 militantes e simpatizantes do PCP.

domingo, 5 de dezembro de 2010

PS, PSD e CDS Chumbam proposta do PCP para tributar dividendos.


Quinta 2 de Dezembro o PCP apresentou na Assembleia da República o diploma para travar manobras fiscais de algumas empresas que estão a distribuir os seus dividendos ainda esta ano para evitar a tributação criada pelo Orçamento de Estado de 2011 que só entra em vigor dia 1 de Janeiro próximo.

Desde cedo o PS se opos à aprovação do projecto do PCP. Mas a opinião não era concensual, a tal ponto que à medida que cresciam as críticas. Francisco Assis, líder parlamentar, decidiu colocar o lugar à disposição caso não fosse respeitada a linha de orientação do Partido Socialista.
Chegada a hora da votação, o diploma foi chumabado pelos votos da maioria dos deputados socialistas (72 votos contra do PS) e os votos das bancadas do PSD e do CDS. Votaram a favor ao lado do PCP, Os Verdes e o BE.

No debate do plenário, Bernardino Soares, líder parlamentar do PCP, admitiu que o diploma da sua bancada "era um teste para ver se ainda há um resto de independência do poder político face ao poder económico" " A quem interessa que este projecto chumbe? Perguntou.

Com a não aprovação deste diploma deixam de entrar nos cofres do estado mais de 200 milhões de euros, só no caso da Portugal Telecom. Uma vez que mais empresas se preparam para fazer a mesma operação, certamente que a verba em questão será de muitos mais milhões de euros. Que iriam dar para não haver cortes nos salários, nas prestações sociais e nas reformas. Retirando justamente aos que muito lucram e pouco pagam.

Mais uma vez os partidos do costume (PS, PSD e CDS) não viabilizaram uma lei que visava colocar alguma justiça no grande foço que separa os ricos dos pobres em Portugal.

E, mais uma vez, o PCP foi a alternativa a esta política que apenas visa cortar em quem menos tem e menos pode pagar.


domingo, 28 de novembro de 2010

Jerónimo de Sousa em Campo Maior

A visita do Secretário Geral do PCP ao distrito de Portalegre consta do seguinte programa:

12:00, Ponte de Sor, almoço convívio em Foros de Arrão.

16:00, Campo Maior, concerto dos "The Prozac" no auditório do Centro Cultural de Campo Maior.

17:00, Campo Maior, sessão pública no Auditório do Centro Cultural de Campo Maior.

20:00, Elvas, jantar convívio (local a definir à data de publicação).

Para mais informações contactar a DORPOR 245201305


sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Nota de Imprensa do Secretariado da DORPOR


Nota de Imprensa

Greve Geral — êxito no Distrito de Portalegre

A Direcção da Organização Regional de Portalegre do Partido Comunista Português, numa mais recente avaliação à Greve Geral, no distrito, considera que a elevada adesão dos trabalhadores e a solidariedade demonstrada pela população, revela de uma forma clara a justeza desta forma de luta e a confiança em derrotar as medidas deste governo — consubstanciadas no ataque aos salários, às reformas e pensões, ao sistema social, aos direitos duramente e muito justamente alcançados por gerações de trabalhadores, criando mais desemprego e miséria.

As elevadas adesões nunca antes verificadas, na administração local, nos serviços de saúde, nos estabelecimentos de ensino, no sector social e nos serviços de finanças demonstram ainda que é possível e necessária uma ruptura com esta política que trave a escalada do ataque aos direitos conquistadas na Revolução de Abril e consignados na Constituição da República, que aposte na produção nacional, crie emprego e valorize mais o trabalho e os trabalhadores.



Portalegre, 24 de Novembro de 2010

O Secretariado
A Direcção da Organização Regional de Portalegre
do Partido Comunista Português

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Greve Geral (19)


18:39 Declaração de Jerónimo de Sousa, Secretário-geral do PCP sobre a Greve Geral Veja aqui a declaração

18:34 Mais de 3 milhões trabalho envolvidos na Greve Geral

18:33 Adesão extraordinária em todo o país e em todos os sectores

16:34 Assembleia Distrital Beja (Correios) - 100% de adesão

16:33 CTT/ CDP Torres Vedras - 100% de adesão

16:32 Escolas do distrito de Viseu encerradas Escola EB2,3 Mortágua, Escola EB2,3 Carregal do Sal, Escola EB2,3 Oliveira de Frades, Escola EB2, 3 Penedono, Escola EB2,3 Sernancelhe, Escola EB2,3 Campo de Besteiros, Escola EB2, 3 Santa Comba Dão

16:02 Camo (sector metalúrgico, Porto) - 93% de adesão

15:45 Centro Saúde Cadaval - 99,9% de adesão

15:43 JF Benavente - 100% de adesão - encerrada

15:42 CTT/ Chamusca - 100% de adesão

15:41 Juntas de Freguesia de Faro - encerradas Juntas de Freguesia de Paderne, Pereiro, Albufeira, Aljezur e Alte - encerradas ou com 100% de adesão

15:39 Tribunal Montijo - 90% de adesão

15:38 Juntas de Freguesia do distrito de Setúbal com 100% de adesão JF Alhos Vedros, JF Baixa da Banheira, JF Moita, JF Vale Amoreira, JF Gaio Rosário, JF Sarilhos Pequenos

15:35 Matadouro Horta (Madeira) - 100% de adesão

15:35 Finanças/ Povoa Varzim - encerrada

15:34 Palácio Nacional de Queluz - 100% de adesão

15:33 Finanças/Vila Conde - encerrada

15:33 Refeitório Auto Europa (Setúbal) - 98% de adesão

15:32 Grafica Sacavenense (Lisboa) - 100% de adesão

15:32 Finanças Montijo - encerrada

15:31 Valor Ambiente (Meia Serra) - 1º turno - 100% - Produção Parada

15:31 Rodoviária Alentejo/Alcácer - 95% de adesão

15:30 Valor Ambiente (Porto Santo) - 98% - Produção Parada

Greve Geral (18)

15:30 Rodoviária Alentejo/Grandola - 100% de adesão 15:29 CM Salvaterra de Magos - Lixo - 100% de adesão

15:28 Aeroporto Funchal - 100% de adesão

15:28 CTT/Almeirim - 100% de adesão

15:28 SERLIMA (limpeza Casino Park Hotel) - Madeira - 100% de adesão

15:27 Porto Pesca Olhão - 100% de adesão

15:26 Estabelecimento Prisional Linhó - 100% de adesão

15:25 Tribunais de Castelo Branco - adesão de 100% Tribunal de Castelo Branco, Guarda e Fundão - adesão de 100%

15:22 Cimianto (Vila Franca) - Hora Normal - 86,6% de adesão

15:20 Electrofer (HN) Leiria 80% de adesão

15:19 Central Termoeléctrica de Sines - 2º Turno - 83,3% de adesão

15:18 João Deus - Porto Alto (sector metalúrgico, Santarém) 73,3%de adesão

15:18 Brisa - Maia - 2º Turno - 50% de adesão

15:17 Brisa (Barreiro) - 100% de adesão

15:16 Atlantic Ferries (Transportes, Setúbal) - 75% de adesão

15:15 Entreposto (HN) Lisboa, 50% de adesão na produção

15:15 Arriva (Transportes, Guimarães) - 100% de adesão

15:14 Agrupamento de escolas de Valença - Encerrado

15:14 FAGAR (Secção de Pintura) Faro 60% de adesão

15:12 Ferfor (Sector Metalurgico Porto) 65% de adesão

15:12 Construções Vilaça & Pereira, Lda - Construção Civil - 75% de adesão

15:09 Soc. Const. Jorge Miranda, Lda - Construção Civil - 75% de adesão

15:08 Construções S. Jorges, Lda - Construção Civil - 80% de adesão

Greve Geral (17)

15:08 Postejo, Santarém - 60% de adesão

15:07 J. Ferreira & Sousa, Lda - Construção Civil - 75% de adesão

15:04 Construções Adelino Macedo, Lda - Construção Civil - 70% de adesão

15:03 Constr. Repar. e Requali. de Armindo Paiva, Lda (Construção Civil) 70% de adesão

15:01 Construções de Pontes e Reparações, Lda (Construção civil) 60% de adesão

15:00 CM Beja - Limpeza - 2º Turno - 100% de adesão

14:58 Soc. Const. Alto Tâmega, Lda (Construção Civil ) 60% de adesão

14:56 CGD - Alcochete - Encerrada

14:55 CGD - Vila do Conde - Encerrada

14:53 SMAS Almada - 98.6% de adesão

14:53 Segurança Social Viseu - 96% de adesão

14:52 Petrogal Nova Fabrica de Sines (Sector Químico) - 59,25% de adesão

14:50 Museu Côa (Guarda) - 96% de adesão 14:47 Misericórdia de V N Gaia - Lar R. Conde Devesas - 100% de adesão Estão apenas a ser garantidos serviços mínimos.

14:47 GNR ocupa empresa Pizarro em Guimarães Cerca das 13:45 horas, diversos agentes da polícia de intervenção da GNR, equipados com bastões, ocuparam a entrada da empresa PIZARRO, sita em Brito - Guimarães, afastando pela força os membros do piquete de greve que estavam junto à entrada.
Esta atitude da GNR, tal como o fez na AMTROL ALFA, demonstra claramente o carácter antidemocrático e autoritário deste Governo e do Governador Civil querendo amordaçar pela repressão os direitos consagrados na CRP.


14:45 Misericórdia de Campo Maior -1º turno - 100% de adesão

14:43 Coop Alhos Vedros - Encerrada

14:42 Confetil (Sector Têxtil, Porto) - 100% de adesão

14:41 Mitsubishi - Abrantes - produção parada 14:40 Best Off (sector têxtil, Porto) - 100% de adesão 14:38 CM Alcoutim (escolas) - Encerrado

14:37 CM Aljezur (Cantoneiros limpeza varredura) - 100% de adesão

14:35 Adesão na CM Albufeira acima dos 80% Estaleiros - 80% Electricistas - 75%
Recolha Lixo- 85%

Greve Geral (16)

13:30 CM Viseu - grande adesão Tesouraria SMAS e fiscalização - 100%
varredura manual - 90%

13:21 Hospital Tondela - Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos de Diagnóstico - 100% de adesão

13:19 Invicta Ambiente (Porto) - 80% de adesão

13:18 IPSS Reguilas (Setúbal) - 1º turno - 100% de adesão

13:16 Metalsines / Compelmada (sector metalúrgico, Setúbal) - 100% de adesão

13:15 MoveAveiro (Transportes, Aveiro) - 87% de adesão

13:14 Refeitório Presidência do Cons. Ministros (Lisboa) - 100% de adesão

13:06 Seg Social Seixal - Encerrada

13:03 Sodexo - Cantina Hospital Padre Américo (Porto) - 100% de adesão Estão apenas a ser garantidos os serviços mínimos.

12:58 Porto Pesca Setúbal - Lota encerrada

12:57 Porto Pesca Sesimbra - 80% de adesão

12:56 CP/ estação Loriçal - 100% de adesão 12:54 EPAL - Olivais - 1º turno - 100% de adesão

12:53 BB Pires Construções (Construção Civil, Abrantes) - 74% de adesão

12:52 EUREST/Cantina Esc. Sec. Rodrigues Freitas (Porto) - 100% de adesão

12:51 EUREST/Bar IPO (Porto) - 100% de adesão

12:47 EUREST/Cantina Esc. EB2,3 Nog. Maia (Porto) - 100% de adesão

12:46 Centro Social Soutelo (Porto) - Encerrado

12:45 CM Aveiro - Oficinas - 97% de adesão

12:44 CM Alandroal - Estaleiro - Encerrado

12:43 CGD - Balcão Seixal - encerrada

12:42 CGD - S. Sebastião (Setúbal) - 100% de adesão - encerrada

12:40 CGD - Loja Cidade - 100% de adesão - encerrada

Greve Geral (15)

12:37 Caixa Geral de Depósitos - Bonfim (Setúbal) - 100% de adesão

12:35 Centro Hospitalar Cova da Beira (Emp.Externa) - Limpeza - 60% de adesão

12:34 AP (sector Químicos, Setúbal) - 98,4% de adesão

12:29 Itau- Cantina RTP (Porto) - 80% de adesão

12:28 Itau - Cantina Esc. Superior Biotecnologia (Porto) - 100% de adesão

12:28 Famalicão Intermarché: patrão atropela duas trabalhadoras no piquete de greve

12:26 Alimentação Hosp. Pedro Hispano – Such (Porto) - 100% de adesão Estão apenas a ser garantidos serviços mínimos.

12:18 CGD - Nacional - 80% de adesão

12:18 Danone - 2º turno - 58% de adesão

12:17 Conservatório Nacional Dança - Encerrado

12:16 Agrup Escolas Castelo Branco - Encerrado

12:15 Eco-Parques Seixal, Palmela, Setúbal - 100% de adesão

12:15 Vista Alegre/Atlantis (Leiria) - 2º turno - 90% de adesão

12:13 Hospital Ponta Delgada - Enfermeiros - 100% de adesão

12:11 Hospital Faro - 1º turno - Enfermeiros - 93,33% de adesão

12:10 Hospital Fundão - 1º turno - Enfermeiros - 100% de adesão

12:05 Hospital Lagos - 1º turno - Enfermeiros - 100%

12:04 CM Vila Franca de Xira - Limpeza - 1º turno - 100% de adesão

12:00 Hospital Abrantes - 1º turno - 83,33% de adesão

11:58 Hospital Outão (Setúbal) - 1º turno - Enfermeiros - 100% de adesão

11:58 Escola 1º Ciclo Avenida, Viseu - encerrada

11:57 Escolas encerradas no Porto Escola Secundária Rocha Peixoto, Escola Secundária Rodrigues Freitas,Escola Secundária da Maia, Escola Secundária Clara de Resende, Escola Secundária Senhora da Hora, Escola Secundária Trofa, Escola Secundária Águas Santas, Escola Secundária Boa Nova, Escola Secundária Senhora da Hora - Matosinhos, Escola Secundária Amarante, Escola Secundária Rodrigues Freitas, Escola Secundária Aurélia de Sousa, Conservatório Música, Escola EB1 Bom Sucesso, Escola EB 1 Rans (Penafiel)

11:57 Hospital Setúbal - 1º turno - Enfermeiros - 89,83% de adesão

Greve Geral (14)

11:56 Hospital Pombal - 1º turno - Enfermeiros - 100% de adesão

11:55 Escolas de Lisboa encerradas Escola EB2,3 Delfim Santos, Escola EB2,3 Almada Negreiros. Escola Sec Restelo, Escola Sec Afonso Domingues, Escola Sec Amélia Rey Colaço, Escola Sec Camões, Escola Sec D. Pedro V, Escola Sec Eça Queirós

11:53 Agrup. Escolas Vila Velha de Rodão - Encerrada

11:53 Hospital Peniche -1º turno - Enfermeiros - 100% de adesão

11:52 SAICA (Gráficos, Lisboa) - 1º turno - 100% de adesão

11:52 Barraqueiro/Santarém - 80,65% de adesão

11:51 HUC central (Coimbra) - 1º turno - Enfermeiros - 80% de adesão

11:50 CP/ Pampilhosa - cargas - 80% de adesão

11:49 CP/Ermesinde - 2º Turno - Encerrado

11:49 Escola André Resende - Évora - Encerrada

11:48 CP- Trofa - 2º Turno - Encerrado

11:47 CM Vila do Rei - 92,5% de adesão

11:47 Escola Severino Faria - Évora - Encerrada

11:46 TUB (Transportes, Braga) - 100% de adesão

11:45 Escola André Gouveia - Évora - Encerrada

11:45 Transdev (Transportes, Viseu) - 97% de adesão

11:44 CGD Vila Nova Gaia - Praça 25 Abril - 100% de adesão

11:43 CGD Vila Nova Gaia - Av. República - 100% de adesão

11:42 Porto de Sines - Segurança - 50% de adesão

11:41 RECIPNEUS (Setúbal) - 100% de adesão

11:40 EMAS -Oficinas (Beja) - 70% de adesão

11:40 CGD - Quinta do Galo- Viseu - encerrada

11:39 Tegopi (sector metalúrgico, Porto) - 75% de adesão

Greve Geral (13)

11:39 Cel Cat (industrias electricas)1º turno - 58%

11:38 Socometal (sector metalúrgico, Porto) - 95% de adesão

11:38 CM Sines - Recolha de Lixo 100% de adesão

11:37 Serviços Municipalizados Guarda - 100% de adesão

11:36 CM Viana do Alentejo - Estaleiro - Encerrado

11:36 Rododoviária do Tejo - Oficinas Santarém - 100% de adesão

11:35 Continental Mabor (Famalicão) - 1º turno (turno A) - com fortes impactos nas secções 1 e 5 ao nível dos 90%

11:34 Escola Sec Filipa de Vilhena (Porto) - Encerrada

11:34 Escola Sec Paredes - Encerrada

11:33 Escola Sec Viriato - Encerrada

11:32 Escola sec Carregal Sal - Viseu - Encerrada

11:31 Escola Sec Canelas (VN Gaia) - Encerrada

11:31 Escolas 1º Ciclo Alandroal - Encerradas

11:30 Escolas EB2,3 Vendas Novas - Encerradas

11:29 Escola Sec Aurélia Sousa (Porto) - Encerradas

11:28 Escola EB2,3 Viana do Alentejo - Encerrada

11:28 Escolas Faro - Todas Encerradas

11:27 Escola EB2,3 Toubra (Marco Canaveses) - Encerrada

11:26 Escolas Olhão - Todas Encerradas

11:26 Escola EB2,3 S. Pedro Cova (Gondomar) - Encerrada

11:25 Escola E2,3 Pedrouços (Maia) - Encerrada

11:25 Escolas 1º Ciclo Vendas Novas - Encerradas

11:22 Escola EB2,3 Marão (Amarante) - 100% de adesão A escola funciona com 5 "tarefeiros"

Greve Geral (12)

11:22 Escolas Vila Real Stº António - todas encerradas

11:21 Escola EB2,3 Júlio Saul Dias (V. Conde) - Encerrada

11:21 ESAP - Coop. Ensino, Porto - encerrado

11:20 Escola EB2,3 Grão Vasco (Viseu) - Encerrada

11:19 Escola EB2,3 Canelas (VNGaia) - Encerrada

11:19 Groz-Beckert (sector metalúrgico) Porto - 60% de adesão

11:18 CP São Bento (Porto) - 2º Turno - Bilheteiras - 100% de adesão - Encerradas

11:18 Hospital Amato Lusitano (Administrativos) - 71% de adesão

11:17 Hospital Covilhã (administrativos) - 76% de adesão

11:16 Conservatória Registo Cívil- V. Novas - Encerrado

11:16 CM Vila Nova Gaia - Oficinas - 90% de adesão

11:16 Hospital Elvas (administrativos) - 1º Turno - 100% de adesão

11:15 CM Serpa - Estaleiro - 100% de adesão

11:14 CM Santiago Cacém - Recolha do lixo - 100% de adesão

11:14 Hydro Portalex (1º turno) (sector Metalúrgico, Leiria) - produção parada

11:14 CM Santarém - 2º turno - Recolha do lixo - 100% de adesão

11:13 Parque Arqueológico Foz Côa - Encerrado

11:13 CM Porto - Recolha do lixo 1º turno - 70% de adesão

11:11 Rodoviária Tejo/ Abrantes - 85,7% adesão

11:11 CM Oeiras - 2º turno - Recolha do lixo - 100% de adesão

11:10 Rodoviária Tejo/ Ourém - 90,9% de adesão

11:10 CM Grândola - Recolha de lixo - 100% de adesão

11:09 Rodoviária Tejo/ Tomar - 85,2% adesão

Greve Geral (11)

11:09 CM Gouveia - Estaleiros - 94% de adesão

11:08 CM Elvas - limpeza - recolha de lixo - 80% de adesão

11:08 CM Castelo Vide - Limpeza - 100% de adesão

11:07 CM Castelo Branco - 2º Turno - Limpeza - 100% de adesão

11:05 CM Avis - Transportes - 100% de adesão

11:05 CM Amadora / Refeitório - encerrado

11:04 CM Alcácer do Sal - Recolha do Lixo - 100% de adesão

11:03 Carris/ Musgueira - 1º turno - 90% de adesão

11:02 Brisa/Póvoa plena via - 2º Turno - 100% de adesão

11:01 Central Termoeléctrica de Sines - 2º Turno - 83,3% de adesão

10:59 Manuel Pires Guerreiro - Beja - 98,6% de adesao

10:58 União Met. Arraiolense, Évora - 100% de adesão

10:57 CM Vendas Novas 100% de adesão

10:56 Brisa - Grândola - 100% de adesão

10:55 Amarsul, Setúbal - 100% de adesão

10:54 Águas Gaia - 90% de adesão

10:22 Higiene Pública EM - Sintra - 2º turno - 100% de adesão

10:20 Hospital Vila Franca Xira - 1º turno - Enfermeiros - 92,86% de adesão

10:19 Hospital de Santo António (Porto) - Administrativo - 100% de adesão

10:18 Hospital Santa Marta (Lisboa) -1º turno - Enfermeiros - 94,12% de adesão

10:17 Hospital Santa Cruz (Lisboa) - 1º turno - Enfermeiros - 81,82% de adesão

10:16 Hospital Júlio Matos - 1º turno - Enfermeiros - 93,33% de adesão

10:14 Hospital Garcia Orta (Almada) - 1º turno -Administrativo - 100% de adesão

Greve Geral (10)

10:12 Hospital de Setúbal - 1º Turno - Administrativo - 100% de adesão

10:08 Escola EB2,3 Pedro Barbosa (Viana do Castelo) - encerrada

10:04 CM Viseu - 100% de adesão

10:04 CM V Castelo/ Recolha do Lixo - 100% de adesão

10:03 CM Serpa - 2º Turno - Limpeza - 100% de adesão

10:01 CM Ponte de Sor - Transportes e Limpeza - 100% de adesão

10:00 CM Loures - 2º Turno -Lixo - 100% de adesão

9:59 CM Évora - Parque Máquinas - 100% de adesão

9:58 CM Elvas - limpeza - 100% de adesão

9:56 CM Avis - Oficinas - 100% de adesão

9:52 Danone (Castelo Branco) - 1º turno - 54% de adesão

9:50 Escolas Covilhã - adesão 100% - escolas encerradas

9:48 Agrupamento Escolas Algueirão - Encerrado 9:47 AGERE (Braga) - 2º turno - 100% de adesão

9:46 AIPICA (ensino, Setúbal) - todos os 11 locais encerrados

9:44 Jerónimo de Sousa e Francisco Lopes solidarizam-se com trabalhadores em Greve O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, e o Candidato à presidencia da República, Francisco Lopes estiveram esta manhã junto dos trabalhadores do piquete de greve na Segurança Social, no Areeiro, em Lisboa, mostrando a sua solidariedade para com a luta dos trabalhadores.

9:33 Hospital Barreiro - 1º Turno - Administrativo - 90% de adesão

9:32 CM Guimarães - 2º turno - Limpeza - 100% de adesão

9:29 Barosa e Almeida (sector vidreiro, Leiria) - 2º turno - 50% de adesão

9:28 Browning (sector metalúrgico, Viana do Castelo) - 88,2% de adesão

9:25 Estaleiros Navais de Viana do Castelo - 98% de adesão

9:24 CP/Viana do Castelo - 100% de adesão Linha Valença e destino a Nine encerradas.

9:23 IPO/Porto - 1º turno - Administrativo -100% de adesão

Greve Geral (9)

9:21 Hospital São João - 1º turno - Administrativo - 90% de adesão

9:20 Aeroporto Porto -1º Turno -Sala Bagagens - 100% de adesão

9:20 REN/Braga - 50% de adesão

9:19 Fabrequipa (sector metalúrgico, Setúbal) - 86,4% de adesão

9:18 Rodrigo Matias Magalhães (sector metalúrgico, Porto) - 92,3% de adesão

9:17 SEAE (ex-Júlio Macedo) - sector metalúrgico, Setúbal - 72% de adesão

9:16 Denifer (sector metalúrgico, Castelo Branco) - 57% de adesão

9:14 Vidromarques (Porto) - 71% de adesão

9:13 SPPM (sector metalúrgico, Setúbal) - 40% de adesão

8:44 Arsenal Alfeite (Indústria Naval) - 90% de adesão

8:25 EMEF/ Barreiro - 99,6% de adesão 8:25 Herdemar (sector metalúrgico, Braga) - 2º turno - 60% de adesão

8:24 CNE (Cimentos Setúbal)(2º turno) - 80% de adesão

8:23 FEHST (indústria eléctrica, Braga) - 2º Turno - 90% de adesão 8

:22 Lisnave (2º turno) - 98% de adesão 8:22 CAVIM (sector cerâmico, Lisboa) - 85,1% de adesão

8:14 ETAC (transportes, Coimbra) - 1º turno - 85% de adesão

8:09 Parque AutoEuropa (Setúbal) - 2º Turno - Fábricas encerradas

8:09 Arriva/Tug (1º turno) (Braga) - 93% de adesão

7:45 Jerónimo de Sousa solidário com a luta dos trabalhadores encontra-se no piquete da Centralcer em Vialonga

7:43 INAPAL/Porto - 1º turno - 76% de adesão

7:43 Amorim Revestimentos (Sector corticeiro - Aveiro) (1º turno) - 100% de adesão

7:43 CODU (Faro)- 1º turno - 50% de adesão

Greve Geral (8)

7:37 SOFLUSA (transportes, Setúbal) - 2º turno - 100% de adesão

7:36 TRANSTEJO (transportes, Setúbal) - 2º turno -100% de adesão Não há barcos a circular.

7:35 TST (transportes, Setúbal) - 2º turno - 80% de adesão

7:33 STCP (transportes, Porto) - 2º turno - 90% de adesão

7:32 Gondomarense (transportes, Braga) - 1º turno - 100% de adesão

7:30 Rodoviária entre Douro e Minho (transportes, Braga) - 100% de adesão

7:29 JOALTO/TRANSDEV (transportes, Coimbra) - 1º turno - 85% de adesão

7:17 Transportes colectivos Barreiro - 1º turno - 100% de adesão

7:08 CM Barreiro - 2º turno (recolha de Lixo) 100% de adesão

7:03 CTT NACIONAL - 1º turno - 90% de adesão

7:02 Grupo Paulo Oliveira (sector têxtil, Castelo Branco) - 1º turno - 68,5%

6:40 Câmaras Municipais distrito de Portalegre - 1º Turno de recolha do Lixo - 100% de adesão

6:39 Metro de Lisboa - 2º turno - 100% de adesão 6:38 CM Crato - limpeza (1º turno) - 100% de adesão

Greve Geral (7)

6:38 CM Gavião - limpeza - 1º turno - 100% de adesão

6:37 CM Alter do Chão - Limpeza (1º turno) - 100% de adesão

6:37 CM Avis - Limpeza - 1º turno - 100% de adesão

6:37 CM Nisa - limpeza - 1º turno - 100% de adesão

6:37 Atlantis/Vista Alegre (Sector Vidreirio) Leiria - 2º turno - 90% de adesão

6:36 CM Marvão - limpeza - 1º turno - 100% de adesão

6:35 CM Loulé - limpeza (1º turno) - 100% de adesão

6:35 Isporeco (portaria e vigilânica, Setúbal) - 1º turno - 100% de adesão

6:33 CTT/ Coimbra - 1º turno - 83% de adesão 6:32 SOCORI (Aveiro) - 1º turno - 90% de adesão

6:31 EUREST/Coimbra - 1º turno - 80%

6:30 ELECTROLIMPA SUL (Lisboa) - 1º turno - 71% de adesão

6:29 IBERLIM/Acores -Limpezas técnicas - 1º turno - 71% de adesão

6:28 Hospital Serpa - Enfermeiros - 100% de adesão

Greve Geral (6)

4:21 CM Coimbra - recolha lixo - 1º turno - 100% de adesão

4:20 CM Guimarães - R. Lixo - 100% de adesão

4:19 AENOR/ASCENDI (Braga) - 1º turno - 90% de adesão

4:12 AENOR (Guimarães/Oeste e Sul) - 1º turno - 100% de adesão A empresa está a recorrer a trabalhadores temporários.

4:11 AENOR (Autoestradas, Guimarães/Ave) - 1º turno - 100% de adesão

4:09 Almeida e Filhos (sector têxtil, Guimarães) - 1º turno - 100% de adesão

3:45 Hospital São Francisco Xavier, Lisboa - Enfermeiros - 82,86% de adesão

3:44 Hospital Santa Maria (Lisboa) - Enfermeiros - 94,12% de adesão

3:43 Hospital Garcia Orta (Almada) - 1º Turno - Enfermeiros/F. Pública - 95,74% de adesão

3:42 Hospital São José Lisboa - Enfermeiros - 94,38% de adesão

3:42 Hospital D. Estefania (Lisboa) - Enfermeiros - 100% de adesão

3:41 Hospital Capuchos (Lisboa) - Enfermeiros - 100% de adesão

3:40 Hospital Sousa Martins - Enfermeiros - 80% de adesão

3:40 Hospital Amadora/ Sintra - Enfermeiros - 70,27% de adesão

Noticias da Greve Geral (5)

3:38 Nutriquim (Sector Quimico) (1º turno) - Barreiro - 89% de Adesão - fábrica parada

3:37 SMAS - Viana do Castelo - 100% de adesão

3:35 CM Lisboa - Limpeza - 99% de adesão

3:35 GE Power Control (sector indústrias eléctricas, Porto) - 1º turno - 75% de adesão

3:33 Tanquipor (Setúbal) - 1º Turno - 100% de adesão

3:28 Hospital Barreiro - 1º Turno - Auxiliares - 93% de adesão

3:27 IPO - Porto - Enfermeiros - 87,72% de adesão

3:26 Hospital Santo António (Porto) - Enfermeiros - 85% de adesão

3:25 Saint Gobain Sekurit (sector vidreiro, Lisboa) -1º Turno - 100% de adesão

3:22 Hospital Mirandela - Enfermeiros - 88,89% de adesão

3:19 Hospital Barreiro - Enfermeiros - 95,24% de adesão

3:18 Hospital Figueira Foz, EPE - Enfermeiros - 81,25% de adesão

3:17 CTT - Central Norte (Maia) - 66% de adesão

3:16 Centro Hospitalar Póvoa Varzim - Enfermeiros - 73%

Notícias da Greve Geral (4)


3:07 Delphi (Seixal) - 1º Turno - 59% de adesão

2:54 Piquete de Greve dos CTT em Cabo Ruivo - A polícia intimida os trabalhadores no piquete Os Trabalhadores dos CTT em Cabo Ruivo estão hoje em Greve constituindo um Piquete de Greve nestas Instalações, estando a ser alvo de intimidação por parte da Policia de Intervenção.
Esta é uma violação clara do direito à Greve, tentando obstaculizar o papel dos Piquetes de Greve.

2:52 NAV (Aeroporto de Lisboa) - 100% de adesão Espaço aereo fechado, voos cancelados

2:35 CTT/ Cabo Ruivo - 1º turno - 96% de adesão

2:32 Hospital Viseu - Enfermeiros - 93,06% de adesão

2:31 Hospital Beja + Serpa - Enfermeiros - 94,44% de adesão

2:30 PT call center Areeiro - 77,8% de adesão

2:12 IMPORMOL (Sector Metalúrgico, Lisboa) - 1º turno - 83% de adesão

2:11 Hospital Litoral Alentejano - 1º turno (Santiago do Cacém) - 90,4% de adesão
2:09 Metro de Lisboa - 1º turno - 100% de adesão

1:53 Hospital Amato Lusitano (Castelo Branco) - Enfermeiros - 90.9% de adesão

1:52 Hospital Seia - Enfermeiros 100% de adesão

1:51 Hospital Montijo - Enfermeiros - 100% de adesão 1:48 STCP - Porto (noite) - 100% de adesão

Primeiros Dados da Greve (3)

1:07 Hospital Cova da Beira (Castelo Branco) - 1º turno - 75% de adesão

1:03 Visteon (Setúbal) - 1º turno - 77,8% de adesão

1:02 Hospital São João - 1º turno de enfermeiros - 91% de adesão

1:02 Maternidade Alfredo da Costa (Lisboa) - Enfermeiros - 53% de adesão

1:00 Hospital Pedro Hispano (Matosinhos) - 1º turno - Enfermeiros - 88% de adesão

0:59 Hospital Santos Silva (Porto) - 1º turno - Enfermeiros - 100% de adesão

0:58 Lisnave - 1º turno - 100% de adesão

0:55 Sakthi (sector metalúrgico - Porto) - turno 23h - 97% de adesão

0:54 CM Peniche - Lixo - 75%

0:53 SOCORI (Aveiro) - 1º turno - 90% de adesão

0:52 Transtejo - 1ºTurno - 100% de adesão

0:51 CM Vila Franca de Xira - Limpeza - 100% de adesão

0:49 Unidade Saúde Local Matosinhos - 1º turno - Enfermeiros - 88% de adesão

0:48 Câmara Municipal de Alcochete (Limpeza) - 1º Turno - 100% de adesão

Primeiros dados da Greve (2)


0:46 Hospital Padre Américo (Porto) - 1º Turno - 73% de adesão

0:44 Centro Hospitalar VN Gaia - Enfermeiros - 75,5% de adesão

0:42 CM Almada (limpeza - RSU) - 100% Não houve recolha

0:41 Porto Pesca Leixões - Lota Fechada

0:39 Renault (CACIA) - 1º Turno - 53% de adesão

0:38 GESTAMP (Aveiro) - 1º Turno - 44% de adesão

0:34 Comboios da CP parados de Norte a Sul do País no inicio da Greve

0:16 Câmara Municipal Barreiro - Limpeza - 1ºTurno - 100% de adesão

0:16 Auto Europa (1ºTurno) - 90% de adesão 0:14 CNE - Cimentos - 100% de adesão

23:56 Higiene Pública - Empresa Municipal - Sintra - 85% de adesão

23:56 Barcos Soflusa (1º turno) - 100% de adesão

23:41 CP/ Linha sado parada

23:29 Portos MAR - Fechados

Primeiros Dados da Greve (1)


23:27 Carris - 1º turno - 90% de adesão 23:24 CP Cascais - Linha paralisada

23:21 CM Moita (limpeza - RSU) - 100% de adesão Não saiu nenhum carro da recolha de lixo.

23:17 CP/Linha da Azambuja - 98% de adesão Linhas paralisadas

23:17 Câmara Municipal de Setúbal (limpeza - RSU) - adesão de 81%

23:04 CP/ Linha de Sintra (22.30-3h) - 98% de adesão As estações estão a ser encerradas.Linhas paralisadas

22:54 Câmara Municipal do Funchal - 88% de adesão

22:52 Câmara Municipal de Ponta Delgada - Lixo - 88% de adesão

22:46 Câmara Municipal da Amadora - Resíduos - 1º turno - 100% de adesão

22:38 Bombeiros Sapadores de Lisboa - 1º Turno- 90% de adesão

22:28 Ager - Empresa Municipal - Braga - Policia impede Piquete de Greve de entrar

22:25 Câmara Municipal Matosinhos - Recolha do Lixo 1º turno - 100% Adesão

22:25 Câmara Municipal Matosinhos - Recolha do Lixo 1º turno - 100% Adesão

20:22 Câmara Municipal de Évora - Recolha do Lixo 1º Turno - 100% adesão

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

GREVE GERAL 24 de Novembro de 2010


Não trabalhar e ir para os piquetes.

Toda a força à greve geral!

Paulo Raimundo, da Comissão Política do Comité Central do PCP, reafirma que o Partido «está empenhadíssimo no sucesso da greve geral» e adianta, quanto às perspectivas para dia 24, que apenas estará a decidir-se «se esta será uma grande greve geral ou se será a maior greve geral alguma vez feita em Portugal».

domingo, 21 de novembro de 2010

Grande manifestação contra a Nato! mais de 30 000 em Lisboa


Grande manifestação popular, promovida pela campanha «Paz Sim, NATO, Não», plataforma que integra mais de 100 organizações, juntou mais de 30 mil pessoas, hoje, em Lisboa, em luta contra a guerra, contra a NATO, pela Paz.

Entre as mais de 100 organizações estiveram representadas a maioria das distritais do PCP. A JCP, a CGTP, os Pioneiros de Portugal, entre outras.

A DORPOR também se fez representar com cerca de 30 elementos do distrito de Portalegre.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

10 000 estudantes do Ensino Superior nas ruas de Lisboa




A Juventude Comunista Portuguesa saúda a grande luta dos estudantes do Ensino Superior do dia 17 de Novembro, numa manifestação em Lisboa com estudantes vindos de vários pontos do país, até à Assembleia da República, exigindo ao Governo a alteração do rumo das políticas para o Ensino Superior.

Cerca de 10 .000 estudantes exigiram ao Governo mais e melhor Acção Social Escolar; mais financiamento para o Ensino Superior; o fim das propinas e do Processo de Bolonha, que afastam cada vez mais estudantes do Ensino Superior ; o fim do Regime Jurídico das Instituições, que abre portas à privatização do ensino e retira estudantes dos órgãos ; um Ensino Público, Gratuito e de Qualidade para todos.


A JCP sempre demonstrou a sua solidariedade com a luta dos estudantes e a firme defesa do Ensino Superior sem Propinas, Bolonha e Fundações, de um ensino verdadeiramente democrático ao qual todos possam aceder.

A JCP apela a que os estudantes não se resignem e continuem a luta por uma mudança de politícas, sendo este o caminho para alcançar o Ensino Público, Gratuito, Democrático e de Qualidade para todos!

domingo, 14 de novembro de 2010

Manifestação 20 de Novembro! Paz sim! Nato não!


Manifestação da Campanha em Defesa da Paz e contra a cimeira da NATO em Portugal.
Lisboa, 20 de Novembro pelas 15h
Do Marquês de Pombal aos Restauradores!
A Campanha Paz Sim! NATO Não! promove e organiza esta manifestação para a qual convida as organizações e todos os cidadãos e cidadãs amantes da Paz.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Comunicado da DORPOR sobre o distrito


A Direcção de Organização Regional de Portalegre do Partido Comunista Português, reunida a 23 de Outubro procedeu à análise da actual situação política, económica e social do Distrito de Portalegre, identificando as linhas fundamentais da ofensiva contra os trabalhadores e o povo e seus reflexos no distrito de Portalegre.

A DORPOR do PCP decidiu das tarefas que se colocam aos comunistas, e reafirmou a luta de massas como elemento fundamental no combate à ofensiva em curso e a importância do reforço da acção na batalha das Presidenciais, e a necessidade de em toda a Organização se redobrarem esforços no reforço da Organização do PCP em Portalegre.

Comunicado completo.

Portalegre, 23 de Outubro de 2010

Direcção de Organização Regional de Portalegre do Partido Comunista Português

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Francisco Lopes visita o distrito de Portalegre


O candidato à Presidência da República vai estar no distrito de Portalegre Quinta-feira dia 4 de Novembro.

Francisco Lopes em visita ao nosso distrito vai estar em contacto com as populações locais.

Às 15:00 Chega a Avis onde visitará a Câmara Municipal e estará em contacto com os trabalhadores.

Pelas 17:15 estará na Freguesia de Benavila num encontro com a população local.

Mais tarde em Portalegre vai ter um encontro com a Uniao dos Sindicatos do Norte Alentejo pelas 18:30.

Termina a sua visita num jantar convívio, com apoiantes, na Escola Básica José Régio em Portalegre.

Mais informações através do 245201305 (DORPOR)

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Candidatura de Francisco Lopes apresenta Mandatário no Distrito de Portalegre




MANUEL MARIA LIBÉRIO COELHO

42 anos

Licenciado em Economia

Dirigente associativo no Ensino Superior entre 1987 e 1990.
Membro da Direcção do Conselho Nacional de Juventude entre 1994 e 1996.
Presidente da Assembleia Municipal de Avis entre 1994 e 1997.
Vereador da Câmara Municipal de Avis entre Janeiro de 1998 e Maio de 2000.
Presidente da Câmara Municipal de Avis desde Junho de 2000.
Membro do Conselho de Administração da Associação de Municípios do Norte Alentejano entre 1998 e 2005.
Presidente do Conselho de Administração da Agência Regional de Energia e Ambiente do Norte Alentejano e Tejo (AREANATejo) desde Dezembro de 2009.
É membro da Direcção da Organização Regional de Portalegre do PCP e do Comité Central do PCP.

Declaração do Mandatário de Portalegre da Candidatura de Francisco Lopes

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Assembleia Municipal de 27 de Setembro de 2010


Interveção do Deputado Municipal da CDU

O deputado municipal da CDU leu uma saudação ao centenário da Republica.

"O deputado municipal António Gonçalves informou o Sr. Presidente que tinha tido conhecimento da realização da reunião ordinária do Conselho Municipal de Segurança no passado mes de Julho e que era seu entendiomento que os assunto tratados na mesma deveriam vir para conhecimento da assembleia municipal. O Sr. presidente informou toda a assmbleia que após varias reuniões mantidas com o Capitão Janeiro, foi elaborado um contrato local de segurança.

Seguidamente, manifestou a sua preocupação pelo clima de insegurança na nossa terra, com assaltos constantes a residências, a viaturas e a pessoas, alguns deles em pleno dia, solicitando da parte do executivo uma intervenção junto das autoridades policiais para uma melhor e mais apertada vigilância das mesmas, em todo o território do concelho. Chamou ainda a atenção para o estado deplorável, sendo mesmo um insulto à civilização, em que se encontra a zona do Mártir Santo o qual, como Campomaiorense sente vergonha quando vê turistas passeando pelo nosso centro histórico e que se cruzam e enfrentam com aquela triste situação, que apesar das varias promessas em campanhas eleitorais, os anos e os mandatos vão passando e a verdade é que ainda nada se fez e pensa que é altura de uma vez por todas de se enfrentar o problema, que é complexo sem duvida mas, tem solução. Disse ainda que não é racista nem sofre de xenofobia entende que temos de encontrar uma alternativa para a comunidade cigana que ali vive e coloca-los num outro local com condições de habitação, como ser humanos que são.

Por fim e na sequência de queixas que recebeu de moradores próximos dos vários bares que funcionam até altas horas da noite, com muito ruído e agitação à porta dos mesmos o que dificulta e incomoda o necessário descanso a que os residentes têm direito, apelou ao executivo que também aqui interceda junto das autoridades policiais para que façam cumprir a lei."

Aguardamos que o Conselho Municipal de Segurança reúna dentro do previsto no regulamento. E dada a grave situação actual reúna também extraordinaramente. E que dai saiam medidas importantes e concretas que garantam a seguraça da população e visitantes. E não cumprir mero protocolo como tem sido feito ate à data presente.

sábado, 9 de outubro de 2010

Candidatura de Francisco Lopes na Internet


A partir do dia 7 de Outubro, 5ª feira, passa a estar disponível na Internet o sítio da candidatura de Francisco Lopes à presidência da República, que acompanhará as principais iniciativas e acções da campanha eleitoral.

Através do endereço http://www.franciscolopes.pt/ será possível aceder a um conjunto de informação sobre a dinâmica da candidatura e o próprio candidato: agenda; principais intervenções e iniciativas; fotografias e vídeos da campanha; principais documentos; apoiantes; grafismos; etc.

O sítio acompanhará o desenvolvimento da própria campanha eleitoral, assumindo uma actualização crescente e elementos novos à medida que se aproximem as eleições.

Passará também a estar disponível a possibilidade de contactar por via electrónica com a candidatura através de contactar@franciscolopes.pt .

O vídeo de apresentação da candidatura pode ser visto aqui.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Siripipi de Ouro 2010


É com prazer que temos acompanhamos o trabalho do blogue "Campo Maior na Internet", na divulgação da blogosfera campomaiorense.

Não podemos ficar indiferentes a todo o trabalho realizado em prol desta causa.

Estarão certamente contemplados todos os blogs que digam respeito à nossa terra nos mais variados temas. E são já cerca de uma centena. Entre os mais activos, os que menos tempo dedicam à sua escrita e publicação e alguns que deixaram de registar posts regularmente.

Saudamos o concurso que premeie o melhor blog de Campo Maior. Bem como no nome que lhe foi atribuído, (uma vez que o blogue em causa é um dos mais activos e esclarecedores do momento).

Foi com satisfação que verificamos a nossa passagem na categoria de política. Pois é sinal que a nossa mensagem tem passado. E o trabalho de informação e esclarecimento à população tem tido boa receptividade.

Que surjam mais blogues para elevar a marca "Campo Maior" e o valor de todo este povo, do seu trabalho e das suas qualidades.

Apenas lamentamos que o Blogue que dá título ao prémio, não esteja presente nesta última fase.

Agradecemos a todos os seguidores da blogosfera campomaiorense e em particular aos que nos seguem e elegeram como melhor publicação na nossa categoria.

Saudações fraternas à blogosfera campomaiorense.


domingo, 3 de outubro de 2010

Resolução Política da Direcção Nacional da JCP





A realização do 9° Congresso da JCP no passado mês de Maio foi sem dúvida um grande momento de reflexão e discussão da organização, que apontou como caminho o reforço do combate às politicas de direita, pelos direitos e aspirações da juventude e reafirmou o papel insubstituível dos jovens comunistas na vanguarda da luta da juventude portuguesa por uma vida melhor. Foi um congresso muito combativo, com muita alegria em que se destaca também o grande desfile realizado nas ruas de Lisboa.

A Direcção Nacional da JCP, reunida a 18 e 19 de Setembro de 2010, no Centro de Trabalho Vitória, em Lisboa, discutiu e analisou a situação política e social que os jovens portugueses vivem e traçou as linhas de trabalho da sua acção de acordo com a orientação geral saída do seu 9° Congresso. Resolução Política:

1 – Situação Política da juventude

1.1 Ensino Básico e Secundário

1.2 Ensino Superior

1.3 Ensino Profissional

1.4 Jovens trabalhadores

1.5 Situação Internacional

2 Actividade e luta

2.1 Vem p’ra luta! Por uma Escola Pública e Democrática!

2.2 Por um Ensino Superior com mais Acção Social, sem Propinas, Bolonha e fundações! Do que estás à espera? A solução é lutar!

2.3 Intervenção junto dos estudantes do Ensino Profissional

2.4 Intervenção junto dos Jovens Trabalhadores

2.5 17° Festival do Mundial da Juventude dos Estudantes

2.6 Quem faz a guerra não quer a Paz!

2.7 Festa do Avante!

2.8 31° Aniversário da JCP

2.9 Eleições Presidenciais


Apoio da JCP a Francisco Lopes

No dia 18, à noite, realizou-se um grande jantar convívio da JCP de apoio à candidatura de Francisco Lopes à Presidência da República, onde se afirmou que esta candidatura assume como nenhuma outra, as aspirações e a luta dos jovens portugueses, no sentido de um pais mais justo e soberano.

http://www.jcp-pt.org/

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Homenagem ao Professor Mário Ruivo

O Senhor Professor Doutor Mário Ruivo é natural de Campo Maior. Saiu cedo da sua terra, mas nunca perdeu o contacto afectivo com a mesma.

Foi, desde jovem, um exemplo de cidadania. Pertenceu aos movimentos estudantis de oposição ao regime fascista. Esteve também ligado à criação do MUD.

Biólogo de formação (Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa em 1950), concluiu a especialização em Oceanografia Biológica e Gestão de Recursos Vivos Marinhos (Universidade de Paris - Sorbonne, Laboratoire Arago 1954/54)

Foi Secretário de Estado das Pescas no 1º Governo Provisório - Sendo o Primeiro Ministro Professor Doutor Adelino da Palma Carlos.

Mais tarde, num dos vários governos provisórios chefiados por Vasco Gonçalves, no 5º, foi Ministro dos Negócios Estrangeiros.

É, actualmente, Presidente do Conselho Científico das Ciências do Mar e do Ambiente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia e Presidente do Comité Português para a COI/MNE, tendo sido eleito Vice-Presidente daquele organismo intergovernamental (COI/UNESCO), em 2003.

Personalidade reconhecida e distinguida internacionalmente. Recebeu várias medalhas. E por diversas ocasiões foi condecorado.

Desta feita é a população da sua terra natal que pretende fazer uma, mais do que, justa homenagem através da entrega da Medalha de Mérito Municipal Dourada.

A Comissão Concelhia de Campo Maior do Partido Comunista Português saúda a iniciativa de reconhecimento do trabalho deste notável Campomaiorense.

(2 de Outubro pelas 16:00 no Centro Cultural de Campo Maior)

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

29 de Setembro - Jornada de Luta

Lisboa - 15:00 Marquês de Pombal

Porto - 15:00 Praça dos Leões

Porto - 15:00 Praça da Batalha

O PCP apela a todos os trabalhadores para que se empenhem na mobilização e dinamização da Jornada Nacional de Luta do próximo dia 29, convocada pela CGTP-IN. Pelo aumento real dos salários, pelo emprego sem precariedade, pela defesa dos direitos ameaçados, pela revogação dos avisos de caducidade e em defesa da contratação colectiva: Participa!

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Comunicado do Executivo da DORPOR



A mensagem foi retirada por não estar totalmente actualizada. Logo não fazia sentido a sua publicação.
A Comissão concelhia do PCP de Campo Maior.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Querem vampirizar-nos o eleitorado?


Tem vindo a afirmar-se nos últimos tempos essa velha fórmula do anticomunismo que é a tentativa de vampirização do eleitorado do PCP. Manifesta-se quer em apelos para a «coesão de todos» (para que objectivos?) quer para uma «unidade da esquerda» (para que política?).

Compreende-se que para o capitalismo serôdio dos nossos tempos o comunismo continue sendo um espectro, como já dizia em 1847 o Manifesto Comunista. As esconjuras a esse fantasma, por parte dos senhores do capital e seus agentes, variam com as épocas. O apelo à imaginação política dos manipuladores da opinião é portanto muito intenso.

Nas sociedades «pós-modernas», massacradas por decénios de demagógicas campanhas de pretensa «defesa da democracia», não podem cair bem as brutezas de Hitler, Salazar, Pinochet, ou mesmo dos tribunais de «actividades anti-americanas» do macartismo, nos USA. (Estarão metidos em alguma gaveta de espera?).

A história não se faz ficando sentados à espera dela. Como dizia Marx: a história não faz nada, não luta em nenhuma batalha. Não é a história mas sim o ser humano, vivo e real, que tudo faz e luta por tudo.

É assim que nós, comunistas portugueses, pensamos. Por isso lutamos.

Temos um património histórico valioso. Mas como mostra a nossa própria experiência, não basta o património herdado para se responder às questões sempre novas que a vida suscita. Impõe-se sempre darmos e aprofundarmos resposta às novas condições que se registam na vida.

Mantendo a nossa identidade, temos provado ter condições para dar continuidade ao nosso passado. Temos e mantemos um partido com princípios e objectivos claros, estruturado e coeso. Terão de ter paciência os que querem vampirizar o nosso eleitorado: o património político do PCP não está em saldo. A Festa do «Avante!» novamente o comprovou. E os participantes na apresentação do candidato do PCP à Presidência da República confirmaram-no, na passada semana.

Os capítulos mais importantes da história do PCP estão ainda por escrever. Sejamos nós, comunistas do Século XXI, impulsionadores das forças capazes de dar a volta que permita ao mundo apostar no futuro.



Artigo de opinião de Aurélio Santos no Jornal Avante nº 1920

http://www.avante.pt/

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

"The Prozac" na Festa do Avante 2010


Campo Maior esteve muito bem representado na Festa do Avante 2010.

Rumaram à Quinta da Atalaia no Seixal cerca de 2 centenas de pessoas de Campo Maior. Desde as jornadas de trabalho na preparação e construção da festa. O trabalho voluntário durante a mesma no restaurante e pavilhão de Portalegre. À participação de jovens nas jornadas de trabalho da JCP. A dedicação foi total.

Os produtos da terra são uma presença já habitual. Os vinhos da Adega Mayor no balcão da Rota dos Vinhos e o Café Delta. Entre vários produtos típicos da região de Portalegre.

O grande destaque deste ano foi a presença da banda de Campo Maior no "Palco Novos Valores 2010" da Festa do Avante. Constituída por 3 jovens campomaiorenses. "Os The Prozac" representaram todo o Alentejo. Concorrendo com 8 bandas oriundas de vários pontos das Regiões de Faro, Beja, Évora, Setúbal, Lisboa e Santarém.

Esta banda que apenas toca à um ano conta já com cerca de 10 concertos e o mesmo número de músicas originais, promete dar que falar.
O concerto durou cerca de 40 minutos e contou com cerca de duas centenas de pessoas a assistir. Sendo que a maioria eram jovens de Campo Maior. Contaram igualmente com a concorrência desigual dos "Peste e Sida" que encheram por completo o espaço do Palco 25 de Abril à mesma hora. Caso contrário a assistência seria certamente superior.

O tema do palco deste ano foi: "Quem Faz a Guerra não Quer a Paz"

Esta foi a segunda banda campomaiorense a participar no "Concurso Novos Valores" a anterior foram os "The Jasons" que por diversas vezes participaram em eliminatórias distritais.

A cultura como pilar estrutural da Festa do Avante. Também aqui demonstrada no apoio aos novos valores musicais.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Festa do Avante!


Já estão a chegar os três fantásticos dias da Grande festa do PCP e dos trabalhadores portugueses, nos próximos dias 3, 4 e 5 realiza-se na Quinta da Atalaia no concelho do Seixal a Festa do Avante. Este ano na festa vão estar nomes como: Deolinda, Baile Popular, Pedro Abrunhosa & Comité Caviar, Expensive Soul, Peste & Sida, Tim e Companheiros de Aventura entre muitos outros. Serão também comemorados os 25 anos da Carvalhesa.

Também há espaço nesta festa para debates, teatro, música tradicional, ciência e revelação de novos valores musicais no Palco Novos Valores da JCP onde no domingo dia 5 pelas 20:30 actuará uma banda campomaiorense “The Prozac” vencedora do concurso de bandas da JCP no distrito de Portalegre.

É de salientar que quem quiser ir e participar na festa, que não é apenas uma grande manifestação política de força e luta do PCP mas também uma enorme manisfestação cultural, pode adquirir a EP (Entrada Permanente), que pode ser utilizada nos três dias de festa, nos Centros de Trabalho do PCP por 19,5 euros. No nosso distrito existe também um autocarro da juventude para quem quiser ir à Festa do Avante, cujo preço é de 40 euros, ida e volta com EP incluída, e partirá do nosso concelho no dia 3 pelas 9:00 horas da manhã.

Saudações

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Acampamento Pela Defesa da Água

25 a 29 de Agosto em Constância

Programa do acampamento:

25 de Agosto (Quarta-Feira)
17h - Reunião com FAJUDIS (Federação das Associações Juvenis do Distrito de Santarém)
22h - Jogo temático sobre Juventude, Água, Ambiente e Constância

26 de Agosto (Quinta-Feira)
10h – Peddy-paper
15h – Visita ao Jardim-Horto de Camões
Noite – Visita ao Centro de Ciência Viva

27 de Agosto (Sexta-Feira)
Descida do rio e outras actividades desportivas

28 de Agosto (Sábado)
10h - acção de rua em Vila Nova da Barquinha
21h - Tertúlia “Pela Defesa da Água!” com Francisco Madeira Lopes, dirigente do PEV

29 de Agosto (Domingo)
Álbum artesanal com materiais recolhidos durante a iniciativa

domingo, 15 de agosto de 2010

Construção da Festa do Avante 2010


Pode-se dizer que a construção da Festa do Avante se inicia com o desmontar da festa anterior.
Pois o trabalho não para durante o ano inteiro na Quinta da Atalaia.

A festa é construída atravéz de milhares de horas de trabalho de jovens, mulheres e homens. Que nas suas férias e tempos livres trabalham voluntariamente para erguer a maior realização político-cultural do nosso país.

Esta festa é sobretudo o resultado da militância neste partido e resulta do ideal comunista. Que enche de orgulho todos os mebros do Partido Comunista Português e aqueles que não sendo militantes trabalham nela com toda a dedicação.

Para demosntrar a quem nos visita a nossa capacidade de organização e construção do nosso ideal.

As jornadas de trabalho intensificam apartir do mês de Julho e até ao desmontar das estruturas de cada pavilhão. Passando obviamente por todo o trabalho de voluntariado que acontece durante o funcionamento dos restaurantes, bares vendas de artesanato, vendas de livros e discos, serviços de limpeza, segurança e até a realização das provas desportivas e culturais.

Onde cada organização distrital monta, faz o funcionamento e desmonta a sua estrutura. Ajudando ainda na montagem dos espaços centrais e internacionais da festa.

O distrito de Portalegre atravéz da DORPOR (Direcção Organização Regional de Portalegre) do PCP está representada por elementos de vários concelhos do distrito.

A E.P. (Entrada Permanete) pode ser comprada em qualquer Centro de Trabalho do PCP. Poupando 9,50 até à data da Festa (dia 3 de Setembro)

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Aniversário do blog da CDU Campo Maior


Foi nesta mesma data do ano passado que iniciamos a nossa vida política na blogoesfera!

Tendo como motor de arranque as eleições autárquicas de 2009.

A colococação do primeiro post foi precisamente no dia 11 de Agosto de 2009 publicado pelas nossas juventudes. Desde já demonstramos, publicamente, o nosso maior agradecimento.

Conseguimos uma publicação com alguma regularidade, especialmente no período eleitoral e no início de 2010. Com 42 posts e 98 comentários aos mesmos. E um número de visitantes, desde a data de contabilização das visitas, bastante animador.

Coemaçamos por aboradar apenas temas locais. Mais tarde foram introduzidos os separadores do Regional e Nacional. Como forma de mostrar o trabalho que os nossos eleitos e respectivos grupos de trabalho nas respectivas concelhias e Organizações Regionais executam.
Não querendo ser saudosistas. Apresentamos este post com a mesma imagem do inicial. Porque o nosso lema se mantém intacto: Sim é Possível uma vida melhor com a CDU.

Vamos certamente ter mais publicações. Como forma de esclarecimento à população de Campo Maior. Abordando todos os temas que nosso ponto de vista não defendam os interesses da população em geral. Divulgando as acções que a nossa coligação e os dois partidos que a integram realizem.

Contamos também desenvolver algumas campanhas de sensibilização e esclarecimento junto da população em geral.

Podem sempre contar com a CDU e os seus eleitos para fazer ouvir a sua voz.

Porque a voz da CDU é a voz do povo.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

O "Acampamento Pela Paz" foi um sucesso




Nota de Imprensa


Aos órgãos de Comunicação Social, agradecemos a divulgação da seguinte nota:

Realizou-se nos passados dias 23, 24 e 25 de Julho o “Acampamento pela Paz”, na Vila de Avis, que contou com a presença de mais de 250 jovens vindos de todo o país. Esta iniciativa, promovida pelo Comité Nacional Preparatório do 17º Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes, teve lugar no quadro da campanha “Paz Sim, NATO Não!” que está agora a decorrer em Portugal a propósito da realização da Cimeira da NATO no nosso país.

No decorrer do Acampamento, realizaram-se inúmeras iniciativas de carácter desportivo, cultural e político, sendo que se destaca a realização por parte da Associação “Projecto Ruído” do debate sob o tema “A Luta da Juventude contra o imperialismo” como momento alto da troca de experiências e de afirmação da vontade de levar por diante a luta contra o imperialismo. Neste debate, participaram como oradores Tiago Vieira, Presidente da Federação Mundial da Juventude Democrática em representação da JCP e Gustavo Carneiro, membro da Direcção do CPPC. Destaque ainda para o envolvimento das mais de 30 organizações que compõe actualmente o CNP português em todas as actividades realizadas antes e durante o Acampamento, de que são exemplo os momentos musicais, os quais foram dinamizados sob a responsabilidade da Associação Cultural e Recreativa de Músicos, os momentos desportivos organizados pela Ecolojovem – “Os Verdes” ou o grande jantar realizado na noite de sábado que tendo ficado a cargo do MDM, contou com uma intervenção política de Valter Lóios, Coordenador Nacional da Interjovem / CGTP - IN.

O Comité Nacional Preparatório português do 17º Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes, reafirma a sua profunda confiança na intensificação da luta da juventude portuguesa, contra o imperialismo, por um mundo de paz, solidariedade e transformação social, como o próprio lema do 17º FMJE indica.


Lisboa, 26 de Julho de 2010

O Comité Nacional Preparatório português do 17º FMJE

domingo, 25 de julho de 2010

O Portugal das Injustiças



O Parlamento debateu o estado da Nação. Foram visões distintas sobre o País as que estiveram em confronto faz hoje oito dias. Ao injustificado optimismo do primeiro-ministro, traçando um quadro sem correspondência com a realidade, contrapôs o PCP a verdade nua e crua de «um País mais injusto, mais desigual, mais dependente e mais endividado».

Coube ao PCP, uma vez mais, desmontar esse mecanismo e pôr em evidência a real situação do País, mostrando, nomeadamente, que a não ocorrer uma ruptura e uma mudança de política continuaremos no caminho do retrocesso social e do declínio nacional.

José Sócrates preferiu, num balanço à governação, enveredar uma vez mais pela fantasia, dourando o cenário num discurso onde quis passar a imagem de defensor do Estado social e de firme actor no combate à pobreza, socorrendo-se para o efeito da ajuda de indicadores do INE, publicados na véspera.

«Se alguma coisa mudou foi para pior», ripostou Jerónimo de Sousa, para quem o quadro traçado pelo primeiro-ministro, tirando a referência a uma ou outra «medida pontual», «não corresponde à realidade que o País vive».

Alvos de dura crítica do PCP foram também o PEC e as medidas adicionais entretanto aprovadas com o apoio do PSD, que levam o Governo PS a «redefinir sacrifícios».

E a questão que Jerónimo de Sousa quis ver esclarecida, sem que tivesse obtido resposta, é a de saber «se têm de pagar tanto os culpados como aqueles que não tiveram culpa nenhuma».

É que, observou, «quem paga mais é precisamente quem não contribuiu para a crise», dando exemplos: « É no IRS, no IVA, nos cortes ao subsídio de desemprego, nos cortes aos subsídios sociais, que não poupam desempregados, idosos, crianças, pessoas com deficiência, enfim, os mais fragilizados».

Daí o repto ao chefe do Governo para este «quantificar o valor que é sacado a quem vive dos rendimentos do seu trabalho e qual a quantia que é facturada à banca, às mais-valias bolsistas, aos lucros acima de 50 milhões de euros, aos capitais que voam para off-shores».

Perguntas, também estas, que ficaram sem resposta.

Resumo do artigo do Jornal Avante sobre o Debate da Nação de dia 15 de Julho de 2010

Pode ser lido na íntegra em: www.avante.pt