A 9 de Maio de 1945, o Exército Vermelho decretava o "Dia da Vitória"

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Debate entre Francisco Lopes e Fernando Nobre


Decorreu na RTP1 o primeiro de 10 debates para as eleições Presidênciais de 23 de Janeiro de 2011.

Frente a Francisco Lopes, candidato apoiado pelo PCP, PEV e por muitos independentes esteve Fernando Nobre.

Fernando Nobre, tem puxado, durante a campanha, pelo adjectivo de "suprapartidário" (que se encontra muito na moda) mas este argumento do presidente da AMI não corresponde à verdade. Já apoiou Mário Soares (PS), Durão Barroso (PSD), António capucho (PSD) e mais recentemente o Bloco (em 2009). E agora até foi apoiado pelo Dr. M. Soares, mas este desistiu da ideia deixando apenas a família!

Hoje tentou igualmente criar a ideia de que todos os partidos são iguais e que o sistema partidário está ultrapassado e "é perverso". O que não é verdade e se notou recentemente pela não aprovação (PS, PSD e CDS) da lei das mais valias proposta pelo PCP. Que daria um encaixe de 200 milhões de euros só na PT. Onde o PCP fez a diferença na apresentação do diploma!

Fernando Nobre também não é claro na opinião do Orçamento de Estado para 2011 afirmando recentemente "o orçamento possível" agora já disse que era contra! Francisco Lopes falou a verdade!

Nem quanto ao Serviço de Nacional de Saúde foi coerente! Antes levantou demasiado a sua bandeira de activista! Num gesto deselegante e desnecessário! Francisco Lopes respondeu que era mais importante prevenir estas situações de pobreza e erradicar. Papel que tem feito o PCP desde a sua origem.

O candidato apoiado pelo PCP e Verdes reforçou que era o candidato ao serviço do povo. Que quando for eleito será a ruptura com esta política, de direita, que tem sido praticada nos últimos anos. Não como pretendia F. Nobre, uma coligação de mais do mesmo!

Nobre abordou ainda a criação de um salário mínimo europeu? não sabendo certamente a tamanha barbaridade que acabará de dizer! tal é o seu desconhecimento da realidade nacional e europeia!
Propôs a criação de um portal onde todos os políticos em exercício mostrassem o seu património e prestassem contas! Mas esse sistema já está previsto na lei, basta pequenas adaptações e colocar mais em prática!

Fernando Nobre foi ainda demasiado demagogo e populista! ao anunciar a redução dos número de deputados! pois os países que referiu têm inúmeros parlamentos regionais e todos têm duas câmaras parlamentares! Ou seja todos têm mais deputados do que Portugal! Ainda jura perante a Constituição o seu cumprimento e logo a seguir defende que não se cumpra o número mínimo de deputados estabelecido na CRP!

Destaca-se o tema em que ambos estiveram a favor: "tudo o que não é preciso é alterações às leis do trabalho" afirmou categórico Francisco Lopes e Fernando Nobre concordou. Nobre acrescentou: "A União Europeia está sempre a pressionar" mas "isso não é matéria deles".

Restou ainda cerca de um minuto a Francisco Lopes que a "moderadora" como por acaso se esqueceu de dar ao representante da Candidatura patriótica e de esquerda! e que acabou por não conceder mais do que 20 segundos! mesmo após o repetido pedido de Francisco Lopes. Coincidências do jornalismo português!

Sem comentários: