A 9 de Maio de 1945, o Exército Vermelho decretava o "Dia da Vitória"

quinta-feira, 20 de junho de 2013

O dia do "Centenário de Álvaro Cunhal" e a Exposição até 23.Junho.2013 no CCCM

 
 
Com a presença de umas largas dezenas de pessoas, entre as quais o Presidente da Autarquia Ricardo Pinheiro, o Vereador Sérgio Bicho, os deputados municipais João Muacho e António João Gonçalves e o Presidente da Junta de Freguesia de Degolados Florival Cirilo, cumpriu-se o programa pré-estabelecido pela Comissão Concelhia do Partido Comunista Português de Campo Maior, com o apoio da Câmara Municipal de Campo Maior, para as comemorações do Centenário de Álvaro Cunhal. Inaugurou-se a exposição, onde os 15 painéis presentes, que lá estarão até ao próximo dia 23, retratam o que foi a vida e o extra ordinário percurso desta grande personalidade portuguesa e comunista, do século XX e entrada no século XXI, o que muito bem frisou nesse momento, Fernando Carmosino, membro do Comité Central do P.C.P. e também da Comissão Organizadora.

Seguiu-se a exibição dum pequeno documentário sobre alguns momentos mais exaltantes da sua forte intervenção, quer na clandestinidade, quer no pós 25 de Abril, na sociedade portuguesa.

Por fim e para encerrar as actividades da tarde, assistimos a um colóquio moderado por António João Gonçalves que, em nome da Comissão Concelhia saudou e agradeceu à Câmara Municipal na pessoa do seu Presidente, que muito os honrou com a sua presença, a disponibilidade do Centro Cultural e de todo o apoio que receberam do "staf" daquela estrutura municipal. Ainda e também uma palavra de apreço para todos os que se associaram a esta iniciativa dos comunistas de Campo Maior, reconhecendo assim os méritos a este grande patriota que "hoje recordámos". De seguida deu a palavra ao Presidente Ricardo Pinheiro que numa breve mas calorosa intervenção , agradeceu o convite, referiu que não poderia faltar a este marcante acto pela grande figura que foi Álvaro Cunhal, identificando-se com alguns dos valores que o antigo dirigente comunista defendia, como uma sociedade mais justa e onde haja lugar para todos.

Por fim, foi a vez de Fernando Carmosino usar da palavra e durante largos minutos justificar o lema"Vida, Pensamento e Luta de Álvaro Cunhal", realçando a sua multifacetada intervenção no plano politico, social, cultural e artístico, a sua abnegação, tenacidade, lucidez, sacrifício (foi preso político cerca de 21 anos) e a sua grande dedicação ao seu partido de sempre, o Partido Comunista Português, com o objectivo supremo de servir os interesses de Portugal e dos Portugueses.

A iniciativa terminou ao serão, com a exibição do filme Cinco Dias Cinco Noites, baseado na obra literária de Álvaro Cunhal, com o mesmo nome.

Em suma e na nossa modesta opinião, um dia muito rico pela fortíssima mensagem que este grande Homem nos deixou para o nosso futuro e de Portugal, assim nós a consigamos ou queiramos assimilar, para que também nos possa ajudar a ultrapassar o momento tão difícil que muitas famílias portuguesas estão a atravessar. 

Sem comentários: