A 9 de Maio de 1945, o Exército Vermelho decretava o "Dia da Vitória"

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Resumo da assembleia municipal de 21 de Junho de 2012


No Período antes da ordem, dedicado ao público ouve duas intervenções. Uma delas de um morador vizinho da zona do Mártir Santo, que confrontou o presidente da câmara sobre promessas feitas para a resolução do grave problema que afecta aquela área (Mártir Santo e baluartes e muralhas) nomeadamente os constantes assaltos à população e visitantes. O eleito da CDU, mais uma vez, interviu sobre o tema em questão e informou os presentes que ainda na última reunião da assembleia municipal, realizada a 19 de Abril 2012 tinha considerado que já era altura para se encarar o problema de frente, porque aquele espaço não é zona residencial, é isso sim, parte integrante do nosso património (problema desde sempre acompanhado pela CDU). A intervenção do segundo munícipe, acusando o anterior  executivo de não ter fiscalizado o serviço de saneamento básico que deveria ser feito pela empresa à qual foi entregue a gestão da água e respectivo saneamento básico (Aqualia - Águas de Campo Maior, S.A.). Ao questionar o actual executivo, o vereador responsável, respondeu que agora estavam a ser executados os serviços em causa. Perante a gravidade da acusação deste munícipe, o eleito da CDU propôs que na próxima reunião da assembleia municipal, o executivo prestasse todos esclarecimento necessários e indispensáveis para uma clarificação desta grave situação.

No período antes da ordem do dia para os eleitos, o deputado municipal António Gonçalves, como defensor do poder local democrático e da descentralização propôs que a próxima reunião da assembleia municipal se realizasse em Ouguela, pelo respeito que aquela pequena comunidade nos merece. Proposta que foi aprovada por unanimidade. Propôs ainda que a variante (mais conhecida por "Estrada do Barro") que liga o Largo do Dispensário à "estrada do cemitério" seja iluminada por iluminação pública. Sugeriu igualmente ao presidente do executivo que informasse os donos dos cães que devem recolher os degetos por eles efectuados no local.

Um dos pontos da ordem do dia era a consolidação das contas do município e da empresa Campo Mayor XXI. Embora tivesse votado favoravelmente à consolidação das contas, a CDU voltou a tomar a mesma posição que teve no mandato anterior face a este tema: "a criação desta empresa foi um negócio ruinoso e irresponsável por parte de quem o assumiu e que compromete o normal funcionamento da Câmara Municipal de Campo maior".

A atribuição da medalha de Mérito Municipal Dourada ao Sr. Cónego Donanciano foi outro tema discutido por António Gonçalves, tendo votado favoravelmente, aproveitou o tema em questão para saber em que ponto estava a recomendação para a entrega da Medalha de Mérito Municipal ao mestre do Judo Xavigas Drogas, proposta no dia 15 de Junho de 2010 (fez já 2 anos).

Os quatro últimos pontos da ordem dia foram quatro propostas por ajuste directo apresentadas pelo executivo:

Para elaboração da revisão do PDM de Campo Maior;

Para elaboração do Relatório de Avaliação Ambiental Estratégica de Campo Maior;

Para fiscalização da empreitada de construção do Centro escolar de Campo Maior;

Para aquisição de serviços de plataforma electrónica.

Sobre estas propostas de ajuste directo, o eleito da CDU, foi o único que votou contra. Tendo manifestado a sua preferência pelo concurso público. Uma vez que desta forma há mais transparência no processo. Salvaguardando a independência da autarquia em todos os aspectos, entre eles a independência especulativa e técnica.

Por último, António Gonçalves, enalteceu a autarquia por realizar a obra da nova casa mortuária por administração directa. A CDU valoriza todos os trabalhos que possam ser realizdas com recursos próprios, assim o sejam.

Mais eleitos CDU é proporcional a maior defesa dos interesses da população.

Sem comentários: