A 9 de Maio de 1945, o Exército Vermelho decretava o "Dia da Vitória"

quarta-feira, 6 de março de 2013

6.Março.1921 - PCP - 6.Março.2013, 92 anos a defender quem menos tem!

 
 
 
92 anos depois, o mesmo ideal, as mesma lutas
 

A fundação do PCP ocorreu a 6 de Março de 1921, em Lisboa, na sede da Associação dos Empregados de Escritório. Tendo como referências essenciais as lições das grandes lutas e vitórias da classe operária internacional e do desenvolvimento histórico do movimento operário português - e sob o impulso da criação do partido bolchevique, da Revolução de Outubro e dos ensinamentos de Marxs, Engels e Lénine -, o PCP nasce num clima marcado por grandes lutas de classe, travadas pelos trabalhadores portugueses. No manifesto em que se faz a sua apresentação pública, o Partido, através da publicação dos 21 pontos da Internacional Comunista, afirma a sua adesão ao Movimento Comunista Internacional.
 
Logo a seguir é criada a organização das Juventudes Comunistas.
 
A primeira sede do Partido é na Rua do Arco do Marquês de Alegrete e, em pouco tempo, o número de filiados comunistas atinge o milhar.
 
O Partido define, como frente de acção prioritária dos seus militantes, a intervenção nas organizações sindicais com o objectivo de dar uma justa orientação à luta dos trabalhadores e visando a adesão do movimento sindical português à Internacional Sindical Vermelha.
 
Com a fundação do PCP a classe operária portuguesa encontra a sua firme e segura vanguarda.
 
in, 85 Momentos de vida e luta do PCP, Edições Avante!
 
 
Parabéns a todos quantos ajudaram a criar, formar e tornar este o mais antigo partido em Portugal.
 
Não só na quantidade, mas, sobretudo na qualidade. Conseguiram manter o Partido Comunista Português,como organização política de referência para quem vive do fruto do seu trabalho, na linha da frente de quem menos tem, principal força na defesa da justa distribuição da riqueza criada e pelo fim da exploração do homem pelo homem. 
 
Viva ao Partido Cumunista Português!!
 
Viva Portugal!!

Sem comentários: