A 9 de Maio de 1945, o Exército Vermelho decretava o "Dia da Vitória"

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Excelente almoço do 93º aniversário do PCP em Campo Maior

 
 
A Comissão Concelhia do Partido Comunista Português de Campo Maior, promoveu no passado sábado, dia 5 de Abril, um almoço de confraternização no Restaurante "O Ministro", para assinalar os 93 anos de existência do eternamente jovem P.C.P.

Fundado a 6 de Março de 1921, o seu aparecimento corresponde à necessidade sentida por sectores politicamente mais conscientes do operariado português para a criação de um partido de classe - um partido da classe operária e de todos os trabalhadores - com o objectivo supremo de construção do socialismo e do comunismo.
 
Durante os 48 anos da ditadura, foi o único Partido a enfrentar e combater o criminoso regime fascista e a lutar, nas duras condições da clandestinidade, pelo seu derrube.  Que viria a acontecer a 25 de Abril de 1974!

Depois da Revolução de Abril, é o Partido que se bate como nenhum outro pela realização de profundas transformações politicas, económicas, sociais e culturais, que se traduziram em importantes conquistas e realizações para servir os trabalhadores e o povo e melhorar as suas condições de vida, num país desenvolvido, independente e soberano.
 
Iniciado o processo contra-revolucionário com o I Governo Constitucional (PS/Mário Soares), o PCP transforma-se no Partido da resistência a este processo e da defesa das conquistas de Abril, que há 37 anos, três partidos - PS, PSD e CDS, sozinhos ou em coligação, se têm revezado no governo e têm procurado e vergonhosamente, destruir.
 
Partido da Verdade, da Esperança e do Futuro, portador do projecto da construção em Portugal duma sociedade Socialista - "uma sociedade de liberdade e de abundância, em que o Estado e a política estejam inteiramente ao serviço do bem e da felicidade do ser humano" (Álvaro Cunhal, O Partido com Paredes de Vidro) - é o Partido a que vale a pena aderir, de que vale a pena ser militante.
 
 

                    
A reunião deste ano coincidiu com a realização em Lisboa do Congresso da Juventude Comunista Portuguesa, o que impediu alguns jovens comunistas do nosso concelho estivessem presentes no almoço, teve um belo momento de poesia pela nossa camarada Idaulina Borrega, que criou e declamou um poema em homenagem a duas grandes figuras da música de intervenção, Zeca Afonso e Adriano Correia de Oliveira, seguindo-se duas ricas e esclarecedoras intervenções a cargo de Paulo Ivo, em nome da Comissão Concelhia e de Dias Coelho, membro do Comité Central e da Comissão Politica do Partido Comunista Português.
 


Um encontro, uma experiência para recordarmos e que nos inspira e estimula para continuarmos a nossa luta contra esta politica de extrema direita, pelo derrube deste governo de gente sem escrúpulos, por eleições antecipadas e um governo patriótico e de esquerda.
 
A luta deve continuar com o esclarecimento da excelente prestação dos deputados do P.C.P. no Parlamento Europeu: João Ferreira e Inês zuber. E dar continuidade ao trabalho realizado.
 
Dia 25 de Maio é fundamental votar CDU!

Sem comentários: